Um novo desafio surgiu no meio dos adolescentes, com o nome "quebra-crânios" ou "desafio da rasteira". Essa "brincadeira" é feita com três participantes que ficam um do lado do outro, os dois das laterais pulam e quando o participante que está no meio pula é aplicada uma rasteira causando a queda, fazendo com que a pessoa bata com a cabeça no chão.

Devido a esse desafio, nessa segunda-feira, 10, uma menina de 16 anos, morreu na escola onde estudava.  A jovem havia sofrido traumatismo craniano após a queda em meio a brincadeira. A menina foi socorrida pela direção do colégio e levada ao hospital, na tarde da última sexta-feira, 7, onde foi internada, porém não resistiu.

O fato aconteceu na Escola Municipal Antônio Fagundes, em Mossoró, no Rio Grande do Norte e trouxe um alerta para os pais e todos os adolescentes, para que não compactuam com esse tipo de desafio, as consequências podem ser fatais.

 
 
 
Quer receber notícias pelo Whatsapp? Clique aqui