A Polícia Militar de Santa Catarina é a primeira instituição de segurança pública no Brasil a utilizar câmeras que gravam as ocorrências atendidas pelos policiais militares. O equipamento é acionado remotamente ou manualmente quando os policiais militares saem para atender as ocorrências.

A câmera é acoplada ao uniforme dos policiais militares e tem como objetivo trazer maior segurança aos cidadãos e também aos militares, tendo assim a produção de provas criminais e maior transparência na atuação policial. Esta tecnologia está sendo utilizada desde setembro, onde 66 câmeras passaram a ser usadas pelos policiais militares que atuam nos municípios da região da AMESC.

O 1º tenente Marcelo Gerhardt Faber, subcomandante da 2ª Companhia de Polícia Militar de Sombrio e Multiplicador para o Uso de Câmeras Individuais, ressalta: “Com as gravações, Judiciário, Ministério Público, Polícia Civil, advogados e sociedade em geral não ficam mais atrelados apenas ao que o policial militar ou ao que o cidadão abordado está dizendo, mas sim, a um campo probatório muito maior que traz mais clareza sobre o que realmente aconteceu. Prova disso são as ocorrências de Jaraguá do Sul e Passo de Torres, onde houve agressões a policiais militares. Nesses casos, as gravações não deixaram dúvidas sobre as condutas dos criminosos, que acabaram enquadradas no crime de homicídio tentado.” Essas imagens não podem ser editadas ou excluídas, ficando a disposição do Poder Judiciário que poderá utilizá-las como meio de prova, reforçando a atuação policial e acelerando o processo criminal.

Fonte: Assessoria de Imprensa