Na tarde da última quinta-feira, 3, um homem foi encaminhando pela Polícia Militar à Delegacia de Polícia Civil, acusado de cometer crime de estelionato. Após ter seu caminhão furtado em um posto de gasolina em Araranguá, o homem, com as inicias E.C, morador de Turvo, acionou uma seguradora privada e a associação de proprietários de caminhões de Araranguá, para ser duplamente indenizado pelo mesmo veículo.

Tudo começou quando a associação desconfiou das histórias relatadas pelo homem. Os membros tiveram a iniciativa de levantar uma investigação e descobriram a tentativa de golpe. O acusado já havia recebido a indenização integral do veículo no valor de aproximadamente R$ 204 mil por parte da seguradora, e agora buscava a indenização integral por parte da associação.

 “Após uma situação em que se é indenizado por furto, quem indeniza - seja a seguradora ou a associação, tem propriedade do veículo caso ele seja encontrado. Nesta situação, se as duas tivessem indenizado de maneira igual, quem ficaria com o veículo caso ele seja encontrado?”, questiona um dos membros da diretoria da associação,

A PM foi até a associação e conduziu o acusado até a Delegacia de Polícia Civil, para prestar depoimento. Segundo as informações repassadas pela Polícia Civil, o caso agora será analisado e se for concluído que o homem agiu de má fé, ele poderá ser indiciado por crime de fraude e estelionato. A pena para este crime é de 1 a 5 anos de reclusão.