Uma das maneiras de ascensão na carreira militar é o concurso interno que para a carreira dos praças. No último curso para a formação de Cabos do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, um então soldado de Araranguá foi eleito o melhor aluno da turma. Trata-se de Jaison Casagrande Benedet, agora Cabo Casagrande, que ao final do curso foi condecorado com a medalha “Cabo Zimar Silva Farias” pela primeira colocação, com um aproveitamento com média de 9,97 - sendo que a média da turma foi 9,6. “Cabe ressaltar aqui que em questão sobre ser Bombeiro não há diferença alguma entre o 1º ou o último colocado, qualquer um poderia ter ficado com a primeira colocação, todos os Bombeiros que concluíram o curso têm a mesma capacidade, abnegação, empatia e vontade de ser Bombeiro Militar do Estado de Santa Catarina”, destaca.

O concurso foi lançado em 2018, disponibilizando 63 vagas. A seleção dos candidatos foi feita por meio de prova teórica – que contou com mais de 750 candidatos. Aprovado nesta primeira etapa, Casagrande seguiu para o curso, realizado no Centro de Ensino Bombeiro Militar, em Florianópolis, com duração de 10 semanas, num total de 312 horas/aula distribuídas em disciplinas de Atendimento Pré-hospitalar, Combate a Incêndio, Salvamento em Altura, Salvamento Aquático, Rotinas Administrativas e Resgate Veicular. “No decorrer do curso nos deparamos com diversas atividades práticas operacionais em que desprendíamos todo o conhecimento que nos foi ofertado, resolvendo problemas e situações que, vez ou outra, passamos na vida real, visto que o corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina serve de exemplo nacional nas várias áreas que atua, assim podemos utilizar as novas técnicas aprendidas em prol da comunidade catarinense”, afirma.

Surpresa para a família

Casagrande conta que guardou segredo sobre o fato de ter sido eleito o melhor aluno. “Durante o curso nos importamos apenas em aprender e se atualizar quanto as disciplinas para melhor atender a comunidade catarinense, sem ter o foco em classificação. Mas confesso que receber o prêmio foi um momento ímpar. Uma surpresa para meus familiares que presenciaram a formatura, visto que guardei em segredo para que só no dia da formatura eles ficassem sabendo”, afirma.

Ele ressalta que o prêmio de primeiro colocado é dado ao aluno que teve o melhor aproveitamento das matérias, porém não há desmerecimento de ninguém, pelo contrário, todos que estavam lá tinham condições de ficar em primeiro lugar. “Desde o lançamento do edital para o concurso e a conclusão do curso foram muitos dias e noites estudando, me privando de lazer e comodidade. Concluir o curso já seria a coroação do esforço desprendido para tal, mas ver a emoção dos meus familiares ao me acompanharem sendo agraciado com a 1ª colocação foi espetacular”, acrescenta.

Ele fala da satisfação ao avaliar que toda sua dedicação valeu a pena. “Ao final de tudo relembro o quanto foi válido cada esforço, diálogos com meus pais, minha noiva, troca de experiências com “irmãos de farda” e técnicas de estudo e desenvolvimento comportamental e intelectual com atendimentos psicológicos. Agradeço a Deus por permitir que tenha conquistado mais um degrau na minha carreira, fiquei muito feliz com a colocação, mas prêmio mesmo foi receber elogios e parabéns de pessoas próximas. Amo essa profissão e me esforço cada vez mais para me aprimorar e elevar o nome desta instituição que é tão valiosa para os catarinenses”, finaliza.

Casagrande é Bombeiro Militar desde 2012, já atuou nos quartéis de Içara, Fraiburgo, Urussanga, Forquilhinha e há dois anos está em Araranguá - cidade esta que, segundo ele, aprendeu a gostar e pretende ficar.