Foi deflagrada na manhã desta sexta-feira, 09, a operação “Força Tática Divisa”. A operação tem como objetivo desmantelar uma organização criminosa que agia na área fronteiriça entre os Estados Gaúcho e Catarinense.

As diligencias foram realizadas pela Brigada Militar, que posteriormente solicitou apoio da coirmã catarinense, Polícia Militar.

Na operação foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Tendo em conta a alta periculosidade dos alvos, policiais do BOPE de Santa Catarina cumpriram as diligências nas cidades de São João do Sul e Praia Grande.

Apreendeu-se nos alvos de responsabilidade do grupo COBRA uma espingarda calibre 12, uma pistola Glock calibre 9mm, um colete balístico, munições de calibre 9mm, seis munições de calibre 12, toucas ninja e uniforme camuflado, balança de precisão, supressor de ruídos, um celular IPhone, além de R$ 6.000,00 em espécie.

Chamou a atenção dos policiais um esconderijo tipo “bunker” embaixo da residência e um escudo balísticos no local, que seriam para o criminoso ter suposta vantagem quando de investidas de facções criminosas rivais ou de equipes policiais.

Outro fato que chamou a atenção dos policiais é que estava sendo construído pelos criminosos, nos fundos do terreno, um depósito de armazenamento ou até uma extensão do “bunker” (esconderijo).

Duas pessoas foram presas.

Fonte: Brigada Militar (RS) / PMSC