Três bandidos armados invadiram uma casa em Balneário Arroio do Silva por volta das 19h50 desta sexta-feira, 17. No local fizeram três pessoas reféns. Duas pessoas foram amarradas e colocadas no banheiro. Uma mulher foi levada no carro junto com eles.

A PM chegou até a casa. As vítimas que estavam amarradas foram libertadas e relataram que receberam coronhadas na cabeça. Já a mulher, que ficou de refém no carro dos bandidos, foi libertada na beira mar próximo ao “Zé Gadelha” onde procurou ajuda de moradores.

Ela relatou que foi agredida pelos três sequestradores, e que, eles procuravam armas na casa onde ela estava. Ainda de acordo com a vítima um dos homens é barbudo, estava vestido de moletom preto e usava chinelo. Um segundo homem estava de moletom azul e um terceiro ela não lembra as vestimentas.

Os criminosos fugiram em um carro. A Polícia Militar faz buscas para tentar prende-los.

Principal vítima conta os detalhes   

 

Essa reportagem esteve na residência que fica na rua Procópio C da Silva no Bairro Erechim, zona norte do Balneário Arroio do Silva. A mulher, de 30 anos, está desempregada e mora no pátio que tem duas casas. Ela reside na que fica nos fundos do lote.

“Eu estava deitada na minha cama com meu filho de 8 anos. Meu irmão mais novo estava no outro quarto. De repente a porta abriu violentamente e quando me dei conta estavam dois homens armados dentro da residência. Um com uma pistola e outro com um revólver. Eles queriam armas de fogo. Falei que não tinha. Mas aí começaram a revirar tudo. Foi quando um deles encontrou uma arma de brinquedo (Airsoft) e disse: Achei! ao perceber que não era de verdade, ficaram furiosos”, conta a vítima.

“Foi quando amarraram com o fio elétrico o meu filho e o meu irmão. Eles foram agredidos com coronhadas”, revela.

“Depois disso um bandido ficou em casa com meu filho e o meu irmão. Me tiraram a força de dentro de casa e me colocaram dentro de um veículo. Começaram a percorrer várias ruas da cidade. Enquanto um criminoso dirigia o outro bandido ficou no banco de trás comigo. Me dava socos na cabeça e dizia que iria me matar. Que cortaria os dedos das minhas mãos e levaria os para meu filho. Queriam saber onde estava as armas e exigiam dinheiro”, conta.

“Depois de algumas voltas retornamos na casa. Me obrigaram a entrega-los R$650,00 em espécie, 3 aparelhos celulares e um relógio. Depois disso me levaram para o carro mais uma vez. Meu filho e meu irmão ficaram amarrados na casa. Agora os três bandidos amararam minhas mãos para trás e colocaram uma venda nos meus olhos. Quando percebi estava na beira mar. Me deram socos na cabeça, um empurram e fugiram”, finalizou a mulher.

A Polícia Militar ainda faz buscas para tentar encontrar os criminosos. A Polícia Civil investiga o caso. As três vítimas  estão em segurança na casa de familiares.