O ataque de abelhas a pessoas está ocorrendo desde a semana passada, mas só nesta terça feira, 19, foi comunicado para o Corpo de Bombeiros Militar de Araranguá. O enxame invadiu uma das repartições duplas de uma casa de madeira que fica localizada no centro de Maracajá. Uma idosa de 83 anos chegou a receber cinco ferroadas do inseto.

A cuidadora de idosas, Silvia Denise Rosa Soares, de 55 anos, conversou com a nossa equipe de reportagem e relatou que as vezes não consegue ficar dentro da casa por causa das abelhas. “Eu já recebi duas picadas. Elas estão atacando dentro de casa. Às vezes ficam enroladas no cabelo e temos que correr para rua e aguardar elas se acalmarem”, conta.

“Esse é um período de migração das abelhas. Na verdade, elas estão se defendendo, já que estão no seu habitat natural. A orientação é que em casos de invasão a residência, o cidadão chame um apicultor ou ligue para o 193. Deve-se evitar, também, se aproximar do enxame”, orienta o 1º Sargento do Corpo de Bombeiros, Clailton de Bem Albino.

Na manhã dessa terça-feira, 19, o Corpo de Bombeiros Militar atendeu três ocorrências de invasão a ataques de abelhas na região Sul de Santa Catarina.