O corpo de Samuel Ribeiro Nunes de 36 anos, conhecido como “Samuca” foi encontrado em estado de decomposição no final da tarde do dia 03 de julho deste ano, em um banhado localizado no lixão da Vila Dona Izabel. Ele foi esfaqueado no pescoço.

Desde aquele dia, um intenso trabalho de investigação foi realizado e testemunhas foram ouvidas pelo delegado Jair Pereira Duarte, que assumiu a investigação do caso, junto com policiais civis da Delegacia de Arroio do Silva. Em agosto três irmãos foram presos temporariamente e ficaram calados durante o interrogatório.

Na semana passada, após deferimento judicial de mandado de prisão, requerido pelo delegado Jair, um dos suspeitos de ter participado do crime foi preso, sendo a prisão efetuada por policiais civis de Balneário Arroio do Silva. O acusado foi encaminhado ao Presídio Santa Augusta, em Criciúma, apontado como um dos autores do homicídio, mas conforme a autoridade policial os trabalhos continuam.

Já na tarde da última segunda-feira, dia 26, na Vila Dona Isabel, em Balneário Arroio do Silva, outro homem foi preso pela equipe do delegado Jair. Desta vez a prisão ocorreu por força de mandado judicial, sentença definitiva, expedido pela Comarca de Forquilhinha, em desfavor de um homem pela prática de furto qualificado naquela cidade.