“Normalmente ficamos sabendo desse tipo de negócio (investimento) através de contatos de pessoas que também investem e acham tais projetos de investimento bons. Como ele tinha vários comprovantes de pagamento, vídeos no YouTube e etc, eu vi ali que poderia ser algo confiável, mas infelizmente, não foi bem assim”. O depoimento é de Saulo da Cruz Ferreira, que perdeu mais de R$ 3 mil e é apenas uma, das mais de duas mil pessoas lesadas pelo araranguaense Leandro Balthazar, que liderava a empresa Winners.

Dezenas de vítimas de todo o país entraram em contato com a reportagem, relatando o golpe que sofreram. “A proposta dele era de que a partir de R$ 40 teríamos 25% de lucro por um ano, por exemplo, se você entrasse com R$ 1 mil você teria R$ 250 por 12 meses que resultaria em R$ 3 mil no final de um ano”, explica Saulo.

Porém, nas últimas semanas, ele informou os investidores de que a forma de investimento iria mudar. “Ele vinha falando que iria mudar os planos de rentabilidade da Winners, que não seria mais 25% ao mês por um ano e sim 15% por mês durante dois anos. E que isso iria dar mais sustentabilidade para a empresa. Ele estipulou uma data final para que os investidores pudessem aproveitar a rentabilidade de 25%, que de início seria no dia 2 de julho, mas depois prorrogou para o dia 9. Com isso, muita mas muita gente começou investir pesado para aproveitar os 25%. A data para fazer saque era dia 2 de julho, isso era para todos os investidores que quisessem sacar, e normalmente ele dava de um a cinco dias úteis para pagar a todos. Porém, justamente a partir do dia 2 eu percebi que muita gente estava comentando no grupo que aparecia que seriam pagos na sexta feira dia 6 deste mês. Quer dizer: o que ele dava como tempo para pagar a todos em 5 dias ele mesmo reduziu para um dia. Eu comecei a achar um pouco estranho. Mas como ele sempre se manteve pontual fiquei na minha”, relata.

Porém, segundo Saulo, chegou sábado e ninguém do grupo recebeu. “Ele mandou um áudio no grupo dando uma satisfação do ocorrido. E o grupo de WhatsApp dos investidores ativos já começou a citar várias coisas. Segunda-feira chegou e nada, até que ele entrou no grupo e começou a excluir todo mundo. Ele também desativou nosso acesso de login do site grupo Winners e não respondia aos contatos feitos. Foi aí que a nossa ficha começou a cair. Começamos a conversar com outras pessoas e vimos que muitas pessoas foram enganadas”, afirma.

Vítimas se manifestam:

Entre dezenas de pessoas que procuraram a reportagem, muitas delas quiseram se manifestar publicamente:

“Conheci através de um amigo, que já tinha entrado e conhecia esta empresa do Leandro, que era um cara honesto. A partir daí, passei a ser um investidor desta empresa e acabei sendo lesado junto com todas essas outras pessoas. Fui lesado em R$ 4,5 mil, inicialmente investi valores menores, mas em quatro meses fui aumentando os valores. Exatamente agora, quando iria começar a sacar, aconteceu isso”Cândido Lucas Fleming, Itanhandu - Minas Gerais.

“Fui lesado no valor de 16 mil - 8 mil meu e 8 mil da minha esposa. Encontrei a Winners pela internet, o Leandro tem um canal que prometia os ganhos e falando que estava pagando certinho desde 2016, então resolvemos investir, mas fomos apenas mais duas vítimas”Giovanni Candido ribeiro, Manaus – Amazônia.

“Eu fui vítima também. Eu depositei R$ 24mil reais. Esse dinheiro foi um investimento pensando em algo melhor para minha e a vida do meu marido. Eu convenci meu marido a investir também agora ele não consegue acreditar e nem eu mesma. Estou com sintomas de início de depressão e com esse baque agora, só me sinto pior. O Leandro foi alguém horrível na minha vida. Eu estou muito mal mesmo. Não consigo parar de chorar. Só fico engolindo o choro no trabalho, mas quando chego em casa não consigo parar de chorar, como agora”Flavia da Silva Birck, Bahia.

“Eu investi R$ 2 mil desde janeiro e vinha recebendo normalmente, mas de repente o homem sumiu e este dinheiro que investi se ele não me pagar vai me fazer muita falta. E mais no Brasil está tendo um surto de investimento onde os criadores de sites de investimento online estão lesando o povo brasileiro. Eles fazem um site bem apresentável e mostra uns planos mirabolantes e no início eles pagam e aí geralmente depois de uns três meses somem com o dinheiro sem deixar vestígios. O homem a quem me referi é o Sr. Leandro Baltazar proprietário da Groupwinners”Rogers, Cidade da Serra – Espírito Santo.

“Olá também fui lesado pelo militante Leandro Baltazar, com investimento de R$ 1 mil”, Ederson, Salto – São Paulo.

“Também fui lesado deste golpista do Leandro Baltazar no valor de R$ 2.260,00 reais na Winners. Comecei em abril deste ano com R$ 200 e depois fui aumentando o capital devido a confiança deste projeto. Não recebi nenhum valor até porque eu estava pretendendo começar a realizar os saques neste mês devido estar desempregado e terminando as minhas parcelas estes mês do seguro desemprego. E aí este golpe no momento muito delicado e ainda com três filhas para criar e desempregado. Estou muito triste com essa situação”, Adriano Martins de Sousa, Augustinopolis – Tocantins.

“Investi no começo R$ 4 mil e estava com R$ 8 mil de investimento o grande problema é se vou ver meu dinheiro de volta. Esta é a minha preocupação e de muitos que foram levados. Quem garante que teremos retorno do dinheiro isso nessa altura que importa se for e delegacia fazer o BO e tiver que entrar com advogado não vamos ver a cor do dinheiro tão cedo, infelizmente quem garante se vamos receber de volta eu quero meu dinheiro que foi roubado deste golpista quero de volta o mais rápido possível pra ontem!”, Mario de Souza Filho, São Paulo.

“Perdi pouco mais de R$ 1 mil nessa empresa Winners”André Luiz Bernardo Teiixeira, Manaus – Amazonas.

“Investi nessa empresa mais de R$ 2 mil. Estou desempregago, pensei que esta seria uma boa forma de investir esse dinheiro, mas agora só tenho mais problemas e dívidas, estou sem dinheiro até para comprar o leite das crianças”, Luciano, Salvador, Bahia.

“Sou mais um lesado pelo senhor Leandro Baltazar. Investi R$ 3,5 mil na empresa Winners”, José Leonardo da Silva Lima, Cubatão - São Paulo.

Deve se apresentar

De acordo com o delegado responsável pela 1ª Delegacia de Polícia de Araranguá, Fernando Lúcio, a investigação iniciou de forma inicial na manhã desta terça-feira, 10. “A delegacia parou durante este dia para identificar as vítimas, investigar se realmente houve crime e o montante de dinheiro movimentado. Recebemos denúncias, em forma de Boletins de Ocorrência, de outros estados e também da região relatando o fato”, afirma.

Ainda conforme o delegado, os policiais já estão em busca da localização de Leandro Balthazar. “A delegacia foi informada por seu advogado que ele deve se apresentar até o final do dia. Porém, caso isso não aconteça, ingressaremos com um mandado de prisão”, finaliza.

O crime, segundo o delegado, seria pirâmide de investimentos, pelo qual as pessoas investiriam e deveriam receber 25% sobre este valor, porém, segundo as vítimas, até o momento, nada foi repassado.