Na da tarde deste domingo (26), uma tentativa de latrocínio foi registrada na Rua Capitão Pedro Fernandes, no bairro Lagoão, em Araranguá. Segundo informações, o crime ocorreu na casa da vítima, uma adolescente de 16 anos que levou várias facadas.

Por volta das 17 horas de hoje, a mãe da jovem chegou na casa da filha e se deparou com ela toda ensanguentada em cima da cama. A Polícia Militar foi acionada assim como o Samu. No local, a adolescente ainda consciente contou que estava em casa sozinha quando dois homens chegaram e a esfaquearam, apontando o apelido dos suspeitos.

A jovem que aparentemente havia sido esfaqueada várias vezes no abdômen e pescoço foi socorrida e encaminhada ao Hospital Regional de Araranguá.

A PM isolou a área até a chegada da Polícia Civil e Instituto Geral de Perícia. No local do crime havia muito sangue nas paredes e em alguns cômodos, principalmente na cozinha. A faca usada não foi encontrada.

A equipe da Divisão de Investigação Criminal esteve no local e imediatamente iniciou as investigações e buscas atrás dos dois homens apontados como sendo os autores da tentativa de latrocínio. Menos de duas horas depois, Gildo da Silva Ornellas de 32 anos conhecido como Gaúcho ou Peteca e José Roberto de Jesus Zilli, de 18 anos conhecido como Zé Zilli foram presos em flagrante. A prisão ocorreu no bairro Lagoão e Zé Zilli apresentava marcas de sangue.

Conforme o delegado Lucas Fernandes da Rosa, coordenador da DIC, os suspeitos são vizinhos de frente e Zé Zilli confessou o crime. Em conversa, o jovem que foi preso contou que foi até a casa da adolescente para comprar duas pedras de crack e na saída, pegou uma faca que estava na casa e esfaqueou a vítima, comentou a autoridade policial que foi até o HRA para ouvir a adolescente.

Ainda de acordo com o coordenador da DIC, a jovem que levou aproximadamente 20 facadas que atingiram pescoço, braço, costas, abdômen e algumas nas mãos, demonstrando lesões de defesa, estava sozinha em casa e foi surpreendida no quarto, onde as agressões começaram e reconheceu os dois como sendo os autores. A jovem contou que os homens levaram alguns objetos da casa dela e dinheiro também. Contou ainda que tentou fugir, mesmo assim levou várias facadas, a faca utilizada, foi de cozinha (de serra), o que evitou que ela tivesse morrido. Provavelmente se fosse com outro tipo de faca, ela não teria resistido. Depois de a vítima ter levado as facadas, eles ainda a sufocaram e deixaram ela jogada na casa, acreditando que ela iria morrer, concluiu a autoridade policial.

A vítima seguem internada no HRA, onde está consciente e em observação.

Fonte: Diogo CCR