O secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt e o gerente Regional de Infraestrutura, engenheiro Jocilon Coelho, analisaram na tarde desta segunda-feira, 30, os Projetos Preventivos Contra Incêndio (PPCIs) das escolas estaduais da abrangência da 21ª Gerência de Educação.

Segundo o secretário executivo da ADR, os projetos foram elaborados pelas três empresas vencedoras do processo licitatório (dividido por itens) realizado na Agência, e contemplam 33 escolas estaduais do Extremo-Sul. O investimento do Governo do Estado é de R$ 63.586,02.

Segundo o engenheiro Jocilon Coelho, foi acordado no Plano de Regularização de Edificações (PRE) que o primeiro passo seria a instalação dos vitais, que são as iluminações de emergência, de saída de emergência e extintores, que já foi realizada em todas as escolas estaduais. O segundo passo é a elaboração dos PPCIs, que está sendo encaminhada, e o terceiro passo é a instalação dos demais equipamentos faltantes, que são para-raios, hidrantes, alarmes de incêndio, corrimão das escadas e casas de gás, com prazo máximo de até 5 anos para instalação.

Heriberto Schmidt citou que após a assinatura e análise dos Projetos Preventivos Contra Incêndio na ADR, as empresas entregarão os mesmos para análise e aprovação nos Corpos de Bombeiros de Araranguá, Sombrio, Turvo e Passo de Torres. “São medidas importantes e necessárias visando garantir a segurança dos alunos e de toda comunidade escolar. Por exemplo, se acontecer um sinistro de incêndio em alguma escola, os Bombeiros precisam deste projeto para saber se ela possui hidrante e qual sua localização”, concluiu.

Fonte: Leneza Della Krás/Assessoria de Imprensa