Foi marcada por emoção a sessão desta quarta, 14, na Câmara de Vereadores de Araranguá, quando os agentes prisionais, Ândrocles Souza e Jorge Padilha receberam uma Moção de Reconhecimento por terem salvado de um homicídio uma mulher em outubro de 2017 no bairro Polícia Rodoviária. O autor da homenagem foi o vereador, Paulo Roldão, que sentiu a necessidade de reconhecer o empenho dos dois agentes em proteger a vítima naquela ocasião.

Na justificativa da moção, o vereador explicou como o salvamento aconteceu: “Na tarde desta sexta-feira, dia 20 de outubro de 2017, logo após o meio dia, uma mulher foi vítima de tentativa de homicídio, no bairro Polícia Rodoviária. Ela estava transitando em uma motocicleta Honda Biz e foi perseguida por um automóvel de cor preta. Para se livrar da perseguição, a vítima procurou abrigo em uma casa próxima, momento em que o veículo parou e um homem que estava no interior efetuou um disparo de arma de fogo contra ela. Os agentes prisionais Jorge da Silva Padilha e Andocles Wuskly de Souza, estavam estacionando no posto de saúde do bairro, onde levariam alguns presos para consultar, quando perceberam a movimentação. De imediato eles correram para atender a mulher, quando o atirador percebeu a presença dos agentes, acelerou o carro, efetuando ainda mais dois disparos contra a mulher, atingindo a perna. A vítima foi socorrida pelos agentes prisionais e levada ao posto de saúde, onde recebeu os primeiros atendimentos para posteriormente ser encaminhada ao Hospital Regional de Araranguá (HRA)”.

Além dos homenageados também participou da sessão a gerente do Presídio Regional de Araranguá, Barbara Santos – onde os agentes são lotados e alguns colegas de trabalho. Os vereadores discursaram em favor da reforma no presídio, por melhores condições de trabalho aos agentes e por mais segurança a população.

Fonte: Diogo CCR