No início da tarde de sábado, dia 16, um homem de 20 anos foi preso em sua casa, no bairro Mato Alto, em Araranguá, após ameaçar mãe, tia e avó. Conforme o delegado Jair Pereira Duarte, titular da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) de Araranguá, contra ele havia três pedidos de medida de restrição de direitos, tendo como vítimas, a mãe, a tia e a avó.

Diante do descumprimento de todas as três medidas protetivas, o delegado Jair requereu pela prisão preventiva do acusado, que foi deferida pelo Poder Judiciário ontem, sexta-feira, dia 15. Após cumprimento do mandado de prisão por policiais da Delegacia de Polícia de Maracajá, Central de Plantão Policial e DPCAMI, coordenados pelo delegado Jair, o homem foi encaminhado para a delegacia.

J.S.A., negou as acusações, entretanto, segundo o delegado, as evidências do descumprimento das medidas protetivas são fortes. “Existem provas bem contundentes do descumprimento de todas as três medidas protetivas e ele foi preso neste sábado”, asseverou o delegado.

O homem mandou mensagens ameaçando as mulheres, em uma das mensagens ele dizia que já tinha comprado um revólver e que iria matar todas. “Vocês vão levar um tiro atrás do outro, pode escrever o que eu estou falando, vocês não vão até o final do mês (…) já estou com o três oitão aqui guardado só esperando vocês, vocês vão ver”, ameaçou.

Fonte: Diogo CCR (Foto: Ilustrativa)