Um homicídio e uma tentativa de homicídio foram registrados nos primeiros minutos da madrugada deste domingo, dia 03. O autor dos crimes é o boxeador Claudinei Rodrigues Lacerda, o “Casca”.

Conforme os órgãos de segurança pública, por volta da meia noite, o boxeador “Casca” foi até a casa da ex-mulher de 25 anos, que mora na Rua Paulo Hahn, no bairro Mato Alto em Araranguá. Querendo conversar, começou a bater nas janelas e porta. A ex-mulher que tem medida protetiva contra o agressor, entrou em contato com a tia, a qual tinha como mãe, pedindo socorro. Desesperada Elenita Rosa Rodrigues de 46 anos, mais conhecida como “Lita”, ligou para a Polícia Militar informando que o ex-marido de sua “filha” estava na casa fazendo ameaças. Elenita e o companheiro Luciano da Silva de 43 anos que moram no bairro Santa Bárbara, próximo ao Aravest (ponto de referência), foram ao local tentar ajudar e quando chegaram e tentaram intervir, foram fortemente agredidos por “Casca” que estava com uma barra de ferro.

Após agredir as vítimas, as deixando em estado grave, “Casca” fugiu em um Citroën de cor prata, levando consigo o objeto usado nas agressões. Quando a PM chegou no local, percebeu que as vítimas estavam gravemente feridas e acionou o Corpo de Bombeiros para socorrer o casal.

Elenita foi encontrada deitada em via pública, inconsciente e apresentando diversas lesões na cabeça e rosto. Já Luciano estava sentado em via pública, consciente, sinais vitais alterados, apresentando diversos ferimentos na cabeça, rosto e fratura nos braços.

As vítimas foram socorridas e encaminhadas ao Hospital Regional de Araranguá. Elenita não resistiu aos ferimentos e morreu minutos depois, na unidade hospitalar. Luciano continua internado em estado grave.

Apesar das incessantes buscas realizadas pela Polícia Militar, até o momento o boxeador “Casca” não foi localizado.

Os crimes de homicídio e tentativa de homicídio passam a ser investigados pela Polícia Civil, que não registrava um homicídio na cidade, há três meses.

Fonte: Diogo CCR