O caroneiro da carreta cegonha com placas de Gravataí/RS, que pegou fogo na BR 101, após o motorista colidir na mureta de proteção da Rodovia Federal, em Maracajá, não resistiu as queimaduras e morreu por volta das 17 horas desta quarta-feira, após ficar nove dias internado na UTI do Hospital Regional de Araranguá.

O acidente ocorreu por volta das 13h15min do dia 03 de julho e chamou a atenção de quem trafegava pela BR., além de deixar o trânsito interditado na ocasião, devido à gravidade.

Na carreta cegonha que estava vazia e que seguia em direção ao sul, estavam o motorista de 30 anos e que não teve ferimentos e Welington da Silva Barros de 31 anos, natural de São Paulo, o qual foi socorrido pelo Samu, com queimaduras em 70% do corpo.

Welington teve falência múltipla dos órgãos por queimadura grave e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal, onde passou por necrópsica. O corpo da vítima já foi liberado para familiares e deve seguir rumo à São Bernardo do Campo, sendo o translado realizado pela Funerária Santa Terezinha.

Fonte: Diogo CCR