A Polícia Civil de Sombrio, com a apoio da Polícia Militar de Içara e Rincão deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva, contra A.O.R, que enquanto menor de idade em 2016, teria participado junto de outro menor e uma prostituta do assassinato de Carlos Vieira .

Após as investigações da morte de Carlos, que primeiramente estava desaparecido e foi constatado que teria sido assassinado e esquartejado, tendo seu corpo sido espalhado pelo município de Balneário Gaivota, acabou sendo representado pelo Ministério Público e deferido pelo Juiz e saído a busca e apreensão dos dois adolescentes suspeitos de praticarem o crime, junto com uma garota de programa de Balneário Gaivota.

Eles acabaram sendo apreendidos na época do crime e estão respondendo ao procedimento cabível junto ao Fórum da comarca, em relação ao ato infracional de Homicídio, no qual a investigação os apontou como autores, junto a garota de programa que na época foi presa preventivamente.

Quando ocorreu a apreensão de um dos adolescnetes, ele também tinha se envolvido em uma assalto, onde trocou tiros com a polícia de Içara e Laguna e já havia sido apreendido naquela oportunidade. O jovem acabou então ficando apreendido pelos dois crimes.

Em meio a esta apreensão provisória ele acabou sendo libertado indevidamente de onde estava internado. Momento em que foi realizado o pedido de busca e apreensão pela internação provisória e solicitando que fosse realizada a busca imediata da polícia para que ele fosse novamente internando, vindo a pagar pelo crime.

Imediatamente a Polícia Civil de Sombrio começou a diligenciar e investigar para chegar ao paradeiro do acusado que hoje é maior de idade e, que acabou sendo localizado em Balneário Rincão, no condomínio Edevaldo Pacheco.

O acusado estava no apartamento de um homem que ele tem como pai, vivendo junto de sua companheira que é irmã da garota de programa presa pelo crime. O jovem foi monitorado e logo que saiu da residência acabou sendo abordado. Conforme a polícia, com ele não foi encontrado nada de ilegal, entretanto tentou esconder da polícia onde estava residindo. A polícia foi até o local de onde saiu e com a autorização do pai, a polícia entrou e localizou certa quantidade de maconha, que pertencia a ele, que não informou a origem da droga, nem seu destino.

Ainda segundo a polícia, foi dado cumprimento ao mandado de prisão do rapaz e como agora ele já possui mais de 18 anos, responderá pela posse ilegal da droga. O acusado foi conduzido à Delegacia de Polícia de Sombrio onde foram realizados os procedimentos cabíveis, e ficou a disposição da justiça.

RELEMBRE O CASO

Em 2016 a família de Carlos comunicou a polícia seu desaparecimento, alguns meses depois, após uma intensa investigação policial, se chegou a um caso de homicídio. Carlos que estava separado a uma semana, resolveu sair com uma prostituta, se negou a pagar pelo programa e acabou sendo conduzido por ela e dois adolescentes a Balneário Gaivota, onde foi morto e teve seu veículo furtado.

Segundo a polícia, alguns dias após o homicídio, A.O.R, menor na época, voltou ao local do crime, esquartejou a vítima, colocou os pedaços em uma mochila e espalhou por lugares ermos do município. O corpo não foi encontrado, já o veículo dele foi localizado em Porto Alegre e está disponível para a família.

Fonte: Diogo CCR (Colaboração - Jornal Amorim)