O autor confesso de um dos crimes que chocou Araranguá e Balneário Arroio do Silva, no último dia 16, foi denunciado pelo Ministério Público (MP). O promotor Gabriel Ricardo Zanon Meyer, da 4ª Promotoria de Justiça da Comarca de Araranguá, ofereceu denúncia contra Márcio dos Santos Salgado de 30 anos, pelo crime de latrocínio (roubo com morte).

Ele que já tem outros crimes de homicídio em sua lista criminal, segue recluso no Presídio Regional de Araranguá. Márcio, agora denunciado, invadiu uma casa no bairro Erechim, em Balneário Arroio do Silva e no final da tarde daquele dia 16, matou a facadas a jovem Francine da Silva Peres de 21 anos. A estudante de Fisioterapia sofreu quatro golpes no pescoço e veio a óbito ainda no local.

A denúncia do MP já foi encaminhada para análise do Poder Judiciário e, caso seja aceita, Márcio será transformado em réu. Apesar de resultar em morte, o crime de latrocínio não é considerado um crime contra a vida, mas sim contra o patrimônio, pelo envolvimento do roubo, e a sentença é por júri singular.

Além do assalto que resultou na morte de Francine, surpreendida quando entrava no banho, o latrocida confessou mais um crime. Trata-se do homicídio de Joelci João Inácio de 50 anos, ocorrido dois dias antes da morte da jovem. Na noite de ontem, terça-feira, ele e outro detento tentaram matar Anderson Magno Cândido de Sousa de 23 anos. O crime ocorreu na Ala 0 (zero) do Presídio Regional de Araranguá.

Fonte: Diogo CCR