Em poucos dias, a Polícia Civil da região passará a gravar os depoimentos de pessoas presas em flagrante por meio de um sistema pioneiro no estado. O chamado flagrante audiovisual irá transformar a coleta dos depoimentos, que deixará de levar horas e será concluído em poucos minutos.

De acordo com o delegado Regional de Polícia Civil, Diego Archer De Haro, os equipamentos já estão na sede da Central de Polícia de Araranguá e dentro de poucos dias, devem entrar em ação. “Com a formalização dos depoimentos por meio de filmagens, teremos muitos benefícios. Entre eles, a coleta transparente, clara e objetiva dos depoimentos, a rapidez do procedimento e a fidelidade do conteúdo, que não pode ser adulterado, nem manipulado”, ressalta.

Ainda segundo o delegado, inicialmente o sistema será implantado na comarca de Araranguá em tempo integral e nos municípios de Turvo e Meleiro no período da noite. “Estamos visitando os juízes da região para apresentar o projeto e formalizar sua aceitação em ofício. Dentro de poucos dias, possivelmente no final do mês de abril início de maio, teremos uma coletiva de imprensa para apresentar os detalhes deste projeto”, afirma.

Na tarde da última terça-feira, 18, o delegado Regional e o delegado Marlon Bosse estiveram reunidos com o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade e demais oficiais, para apresentar o projeto.