Uma residência de veraneio invadida no bairro Turimar, levou a Polícia Militar até Balneário Gaivota, na tarde de ontem, terça-feira. Um homem, que preferiu não ser identificado, já havia registrado um boletim de ocorrência acusando E.F.M., de 35 anos e sua esposa, de ter invadido sua casa.

A PM acompanhou o proprietário e fez uma revista na casa, constatando que embora a residência não possuísse nenhum eletrodoméstico ou móvel, havia sinais de ocupação, pois no interior foram encontrados três capacetes, um moletom com capuz, além de uma motocicleta Honda CG 125.

Quando os policiais estavam no imóvel, o acusado que reside em frente ao local, apareceu e admitiu estar usando a residência há alguns meses, para guardar materiais. Ele alegou que o dono não vinha ao Balneário há bastante tempo, contando ainda ter feito uma ligação clandestina de energia tanto para a sua residência quanto para a invadida.

E.F.M. recebeu voz de prisão por furto de energia e violação de domicílio. A PM então realizou uma busca minuciosa na residência invadida, sendo encontrados escondidos no forro, um revólver calibre. 38 da marca Rossi com a numeração raspada, cinco munições intactas e um simulacro (imitação) de pistola. Já na casa do acusado foi recolhida uma espingarda de pressão com suspeita de ter sido adulterada para uso do calibre 22.

Diante dos fatos o homem recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a delegacia, onde os procedimentos cabíveis foram tomados.

Fonte: Diogo CCR - Colaboração - Correio do Sul