Desde que foram comunicados os órgãos de segurança pública sobre seu desaparecimento, incessantemente buscas foram realizadas. Ontem, durante todo o dia 12 bombeiros militares, com 02 motonáuticas e 01 embarcação realizaram as buscas, inclusive com mergulhadores de Araranguá, Criciúma, Içara e Passo de Torres.

As buscas também contaram com o apoio do helicóptero da Polícia Civil, com base em Criciúma. Por aproximadamente uma hora, o helicóptero sobrevoou o Rio Araranguá, de ponta a ponta, a procura pela vítima.

As buscas foram iniciadas hoje pela manhã com jet sky, fazendo uma varredura na superfície, uma vez que o corpo poderia boiar. Quando os trabalhos estavam sendo encerrados, por volta das 19h40min, os socorristas foram informados por um popular que havia um corpo boiando no mesmo local onde as buscas se concentraram ontem, na localidade de Volta do Silveira, há 2km da Fazenda São Jorge (ponto de referência).

“Voltamos ao local indicado pelo popular e encontramos o corpo da vítima na água. Ele estava no mesmo local onde pulou e deixou suas roupas, uma camisa, os óculos e sapatos. Diante dos fatos, acionamos a Polícia Miliar, Polícia Civil e Instituto Médico Legal”, esclareceu o Tenente Vamerlati, do Corpo de Bombeiros.

No local estavam alguns colegas de trabalho de Geovanni, Socorristas do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Instituto Médico Legal (IML) que recolheu o corpo e o delegado Gustavo Kaiber com agentes da Polícia Civil.