Com o intuito de melhorar e aumentar o grau de preparo técnico dos policiais militares de Araranguá, o 19º Batalhão de Polícia Militar realizou na tarde de segunda-feira, 29, mais um treinamento de ações de polícia ostensiva preventiva, cultura organizacional e prática reflexiva.

A necessidade da revitalização anual do efetivo ocorre para manter os policiais motivados, proporcionando momentos de aprendizagem e troca de experiências, sendo de fundamental importância para o trabalho que é realizado em prol da Segurança Pública.

O desenvolvimento do plano de revitalização dos policiais militares beneficia toda a comunidade que tem profissionais ainda mais preparados para atuarem preventivamente garantindo a segurança de toda a população.

As características que revestem a atividade policial militar exigem padrões rígidos de conduta profissional, como instrumento para garantir a qualidade e a legitimidade das ações perpetradas, bem como, o necessário respaldo jurídico e legítimo a atuação dos policiais militares.

Durante a instrução o capitão Alberto Cardoso Cichella repassou informações relativas aos princípios das Técnicas de Polícia Ostensiva e as Técnicas Policiais Preliminares relacionadas uso do terreno, abrigos, coberturas, deslocamentos, progressão e o uso progressivo da força.

Para o comandante da 1ª Companhia do 19º Batalhão de Polícia Militar e ministrante da disciplina, capitão Cichella, “a revitalização e o constante aprimoramento das Técnicas Policiais é muito importante para que os policiais militares mantenham-se atualizados e para que ocorra a interação entre a tropa. Esse trabalho é refletido nas ações realizadas pela Polícia Militar em prol de toda a comunidade do vale de Araranguá”.

A disciplina Cultura Organizacional e Prática Reflexiva foi ministrada pelo 1º tenente Diego Schwartz, onde foram relembradas regras de condutas tradicionais dos policiais militares, respeito aos símbolos nacionais e os deveres e direitos dos militares previstos no regulamento de continência, honras, sinais de respeito e cerimonial militar das Forças Armadas, aplicável para o Polícia Militar.

Fonte: Franciane de Bitencourt