Criminosos agiram em plena luz do dia ao invadir uma residência na Segunda Avenida, em Balneário Gaivota, logo no início da manhã desta quarta-feira. Duas vítimas foram mantidas sob a mira de uma arma de fogo e uma faca. Por volta das 8 horas, uma mulher foi surpreendida por um bandido colocando capuz nos fundos de seu pátio quando foi abrir a janela. Ela tentou chamar o filho para fugirem, mas logo dois criminosos adentraram na residência, os amarraram e começaram as ameaças.

Enquanto um deles mantinha mãe e filho na mira de uma faca e revólver na sala da residência, o outro vasculhava a casa. Eles pediam joias e dinheiro e durante o crime revelaram pertencer a uma facção criminosa gaúcha que teria vindo com cerca de 60 pessoas para a região e que a prática dos crimes era  culpa crise instaurada pela presidente da República, Dilma Rouseff.

Os bandidos também reclamaram que as vítimas tinham poucos bens valiosos em casa, pois segundo eles, o município é conhecido por abrigar gente de dinheiro. Após revirarem muitas gavetas, saíram levando um som, R$ 100,00, uma televisão e um aparelho celular. Os bandidos haviam pedido se havia mais alguém na família e foi informado que o dono da residência fazia caminhada. Ele chegou logo após o crime, que levou cerca de dez minutos e encontrou a esposa e o filho amarrados. A dupla fugiu com o carro da família. Acionada a polícia realizou buscas. O veículo Fiesta da família sofreu uma batida na estrada da Figueirinha, ao colidir em uma placa, muro e um poste de energia de uma residência. Ainda tentaram prosseguir a fuga, mas o carro ficou abandonado a cerca de 300 metros do local da batida. A polícia segue empenhada para capturar os bandidos.