O carnaval passou e muita gente encontrou foi dor de cabeça depois da folia. Em comum, as vítimas dos bandidos que agiram furtando e roubando no feriadão, estão tendo que lidar com o prejuízo nesta quarta-feira de cinzas. Pelo menos treze ocorrências de furto e roubo foram registradas pela Polícia Civil no período de 5 a 9 de fevereiro nos municípios de Araranguá e Arroio do Silva.

A avalanche de ocorrências policiais envolvendo crimes contra o patrimônio, foi grande neste período e nem mesmo o diretor do Presídio Regional de Araranguá escapou da mira dos bandidos. A residência do diretor Adércio Velter, localizada no bairro Divinéia, foi alvo de ladrões. A ação criminosa ocorreu na noite de segunda-feira, dia 8, quando a família estava em viagem de férias e teve o lazer interrompido pela triste notícia.

Foi  o cunhado de Adércio, quem descobriu o crime. Ele se deparou com a casa arrombada e toda revirada pelo bandidos que além de fazer um verdadeiro “limpa”, fizeram muita bagunça;

De acordo com Adércio, os peixes foram encontrados mortos, pois os bandidos colocaram álcool no aquário. Foram furtados da residência um televisor da marca LG, 42 polegadas, de Led, com o controle; um iPad 4, cor preto, tela de retina 16 GB, Apple; uma câmera fotográfica Nikon 550; uma mala de viagem marrom, com rodinhas, tamanho grande; várias peças de roupas da marca Graffiti, todas ainda com etiquetas, sendo várias camisas, saias, blusas, vestidos; uma jaqueta preta masculina da marca Tommy; um vídeo-game Playstation; quatro óculos de sol feminino de várias marcas; dois casacos de couro feminino, sendo um longo; uma corrente de ouro (tipo escapulário); três pares de tênis  das marcas Olympikus, Nike, Red Nose; uma mochila nova de cor preta com detalhes em verde; várias camisas de times de futebol; quatro vidros de perfumes importados feminino.

Os ladrões entraram após terem arrombado a janela de um dos quartos. Eles abriram a porta da sala com um pé de cabra e cometeram o furto. O imóvel também ficou danificado depois da ação dos criminosos.  Adércio comunicou a Polícias Militar e registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil sobre o fato.

Na última terça-feira (09), em sua página pessoal na rede social facebook, a vítima contou que após muitas buscas, recebeu a denúncia que os objetos estavam escondidos em um terreno baldio.

A esmagadora maoria dos bens foi encontrado em um pátio abandonado, próximo ao antigo clube UCCA. O material estava encoberto por um lençol e camuflado junto à vegetação.