A falta de segurança que assombra a região tem causado medo e pavor na população. Em Araranguá, a escalada da violência assusta e faz novas vítimas a cada dia. Em alguns casos, comerciantes chegam ao cúmulo de serem alvo dos bandidos mais de uma vez. Eles reclamam da falta de policiamento ostensivo nas ruas e protestam contra a insegurança.

Foi o que aconteceu no início da noite de ontem, dia 28, em um mercado localizado no bairro Lagoão. O estabelecimento foi roubado pela quinta vez, só que nesta ocasião, os larápios se deram mal e a prisão foi realizada, não pela Polícia Militar, que só chegou ao local depois que os ladrões já estavam presos. Cansados da sensação de insegurança e impunidade, os próprios donos do estabelecimento prenderam os dois assaltantes que usaram uma arma artesanal para cometer o roubo.

Segundo as vítimas, por volta das 19 horas, um homem alto e moreno entrou no estabelecimento comercial armado e pediu todo o dinheiro do caixa. O comparsa ficou do lado de fora, monitorando o movimento.

Uma das funcionárias percebeu que a arma era artesanal e passou a gritar por socorro. Assustado, o bandido fugiu do local na companhia do outro assaltante que o aguardava em uma bicicleta do lado de fora.

Cansados de serem alvo dos marginais, o filho da proprietária que estava chegando no mercado, pegou o veículo e saiu em busca da dupla de assaltantes. Poucos minutos depois ele conseguiu abordar os bandidos que foram rendidos com ajuda de outros moradores da localidade e preso até a chegada da PM.

Foram presos em flagrante Jhonatan da Silva Franco, de 20 anos e Jonis Matias dos Santos de 27. Com eles os militares apreenderam um simulacro de revólver e R$ 222,00 em dinheiro roubados do estabelecimento. A dupla foi levada para a Central de Polícia onde foi autuada pelo delegado pelo crime de roubo.