O ano de 2015 foi bastante violento no Vale do Araranguá. Mais precisamente nas cidades de Maracajá, Araranguá e Balneário Arroio do Silva foram contabilizados inúmeros delitos violentos. Quem revela os números e faz um balanço do ano de 2015 é a Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal - DIC.

Dentro dos números levantados pela DIC de Araranguá, foi constatado que no ano de 2015 ocorreram 10 homicídios dolosos*, 13 tentativas de homicídio**, 06 latrocínios*** e 03 tentativas de latrocínio****.

Tais crimes são considerados pelo Código Penal como gravíssimos e tem pena elevada.

O quadro abaixo mostra os índices e percentuais de resolução de tais crimes (gravíssimos e de alta repercussão) pela Polícia Civil de Araranguá: CRIMES QUANTIDADE RESOLUÇÃO PERCENTUAL HOMICÍDIO 10 08 80% TENTATIVA DE HOMICÍDIO 13 13 100% LATROCÍNIO 06 05 83,33% TENTATIVA DE LATROCÍNIO 03 03 100% TOTAL CRIMES 32 29 90,62 TOTAL CRIMES DOLOSOS CONTRA A VIDA 23 21 91,3% A taxa de resolução de homicídios e tentativa de homicídio (crimes dolosos contra a vida) pela Polícia Civil de Araranguá é de 91,3% e para todos os crimes (dolosos contra a vida, latrocínios e tentativa de latrocínio) é de 90,62%. 

Tais índices superam as taxas de resolução nos EUA (por volta de 65%).

Conforme o delegado Regional, Diego De Haro, outras ocorrências merecem destaque, como apreensões de drogas (7kg de crack em uma única ocasião), prisão do suspeito de assassinar um policial civil no Rio Grande do Sul, impedimento (com prisão) do assalto à residência do prefeito de Araranguá, entre outros.

"Por fim, não podemos deixar de informar sobre a excelente produtividade de todas as Delegacias, com o envio de inúmeros procedimentos policiais concluídos (quase 1000 instaurados durante o ano)," concluiu o delegado.

Foto: Arquivo W3