A prevenção de doenças características pela circulação de vírus e bactérias nos hospitais têm sido uma constante preocupação a todo o sistema de saúde no Brasil. Simples ações de higienização adequada tornam-se aliados contra as infecções hospitalares, que aparecem principalmente nas UTI’s - Unidades de Terapia Intensiva.

Também no HRA - Hospital Regional de Araranguá, a preocupação é uma constante, e vem impulsionado ações efetivas para o combate às infecções por parte de seu administrador, o IMAS - Instituto Maria Schmitt.

Um bom exemplo do empenho do IMAS nessa estratégia de ação é a recente aquisição de equipamentos de higienização e limpeza para o hospital - um investimento de R$ 25 mil. Segundo a consultora de projetos do HRA, Kelly Pereira, a decisão da compra para a substituição dos antigos aparelhos, que somavam mais de 15 anos de uso e estavam deficitários - foi considerada indispensável pela diretoria, que imediatamente fez a compra. Os equipamentos chegaram na última semana, e já vêm mostrando grandes vantagens: “Facilitou muito pra gente, antes era um transtorno fazer a limpeza, molhávamos tudo, até mesmo os corredores, onde as pessoas pisavam e acabavam espalhando a sujeira. Agora, a máquina lava e seca na mesma hora. Estamos muito felizes com a chegada dessas máquinas e agradecidas pela preocupação do Instituto com o nosso serviço”, diz Luana Gomes, funcionária da higienização, sobre o novo investimento: “Vai poupar o tempo dos profissionais da limpeza, que poderão fazer outros serviços no tempo de sobra. São máquinas mais práticas e eficientes”, comemora a coordenadora de Hotelaria do HRA. Rita de Cássia Prêmoli, que explica que os procedimentos para a limpeza em hospitais são diferenciados, e obedecem às rígidas normas estabelecidas pela CCIH - Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, ligada ao Ministério da Saúde, e que exige produtos e padrões específicos para cada setor. Segundo Prêmoli, além de proporcionar uma higienização mais adequada, a chegada das máquinas representam motivação para os funcionários do setor, e que proporcionam uma melhor higienização com muito mais qualidade na prevenção da infecção hospitalar de maneira mais segura e sustentável.

Além da flexibilização do serviço para a equipe de limpeza, as máquinas recém adquiridas têm outra vantagem: a diminuição do tempo de limpeza dos leitos, que antes era de uma hora e que com as novas máquinas, acontece em menos de meia hora. O resultado é a agilidade e a diminuição do tempo na fila de espera para atendimentos, cirurgias e internações.

Para o diretor geral do HRA, Rafael Bonfada, a aquisição dos equipamentos está em harmonia com o planejamento estratégico traçado pela diretoria: “ Reforçamos a preocupação do IMAS em garantir mais qualidade de trabalho e segurança a nossos funcionários, sempre na busca pela excelência no atendimento à comunidade e na qualidade de assistência a essa equipe que todos os dias, encara com a gente o desafio de fazer funcionar com qualidade no atendimento, o maior hospital da região da Amesc”, finaliza.

Fonte: Assessoria de Imprensa