No dicionário gratidão é a ação de reconhecer ou prestar reconhecimento a alguém por uma ação e ou benefício recebido, mas na prática essa palavra ganha muitos outros significados, carregados sempre de muita emoção. Para a moradora de Sombrio, Adriana Gomes, por exemplo, gratidão tem a ver com retribuição, união, perseverança e ação.

E ela soube como poucos retribuir, mostrar ao pé da letra o que é gratidão. A história que você passa a conhecer agora, tem tudo a ver com gratidão e com a maior de todas as dádivas que recebemos; a vida. Tudo começou quando há alguns anos, dona Adriana precisou do Hospital Dom Joaquim para salvar a sua filha. Ao procurar a instituição de saúde, contou com a habitual presteza e agilidade da equipe e desde então ficou eternamente grata pelo gesto que apesar de obrigação dos profissionais que atuam na Saúde é também nobre. “O hospital Dom Joaquim salvou a vida da minha filha e isso não tem preço, eu tinha uma dívida com esse hospital, não gostaria que cogitassem fecha-lo em algum momento e como não podia arcar com toda a reforma, pedi então ajuda aos amigos. Não posso medir o nível de gratidão que tenho por vocês e este hospital” contou.

E essa gratidão foi combustível para a ação. Dona Adriana adotou um quarto e reuniu amigos e empresários da cidade para que adotassem o restante, fazendo com que todos abraçassem a causa. Serão 18 quartos revitalizados, com custo médio de R$ 7mil por quarto, totalizando um investimento de R$ 126 mil reais. Na última segunda, dia 15, alguns dos amigos que uniram forças em prol deste projeto estiveram reunidos com a direção do hospital para celebrar o sucesso da iniciativa.

Ricardo Ghelere, diretor do IMAS agradeceu o apoio e falou da beleza da ação. “É uma ação contagiante, bonito ver como a população abraçou o hospital e graças a vocês teremos todos os quartos de primeira qualidade. É um ato de amor que precisa ser compartilhado. O hospital está em outro patamar, vivendo uma nova fase e de mãos dadas com a comunidade, o que é mais importante. Queremos até o fim do ano conseguir os 10 leitos de uti e implantar mais novidades. Ficamos felizes por entenderem que o hospital é de vocês e não do IMAS,” explicou.

Corrente do bem

Para a diretora Geral do HDJ, Mariele Dassoler, animada com os bons resultados já apresentados pela gestão do IMAS, as pessoas estão confiantes no hospital. “A comunidade reconhece o esforço e dedicação da equipe, viu os investimentos que o IMAS fez, percebeu nosso desejo de mudança e entendeu a nossa necessidade de ajuda. A adoção dos quartos foi só o começo de tudo que a população está disposta a fazer por este hospital, estamos muito felizes e orgulhosos por cada conquista, esse hospital é de cada um de nós, não temos palavras que expressem nossa gratidão,” finalizou emocionada.

Adote um quarto

Você também pode participar da campanha “Adote um Quarto”. Este projeto apresenta modelos de leitos com um valor médio de 7 mil reais, no qual pessoas ou empresas podem adotar e se responsabilizar pela reforma, disponibilizando um quarto, com o seu nome, para acomodar os pacientes do hospital.

Junto a essa campanha surgiu a ação “Amigos do Hospital Dom Joaquim” que serve para quem também deseja colaborar, mas com valor menor. Um quarto específico será reformado com o valor angariado nesta ação macro. Entre em contato na secretaria do hospital e ajude.

Fonte: Morgana Vieira