A rotina intensa do dia-a-dia, o aumento até mesmo na variedade de doenças, principalmente aquelas associadas ao vai e vem frenético da vida moderna, aliado a necessidade de uma medicina preventiva, com atendimento mais humano e acolhedor está fazendo com que um público cada vez maior busque assistência de profissionais e clínicas de saúde que sejam sinônimos ou referência em bom atendimento, medicina integrada e de qualidade.

Embutido à qualidade do serviço estão a tradição do corpo médico por trás da marca, exclusividade, atendimento personalizado, variedade, localização e por último, preço. As características listadas são os motivos de atração desse perfil de público cada vez mais crescente e exigente.

É que consultas impessoais, seguidas de prescrições excessivas de remédios e exames, fizeram soar um alarme em médicos e pacientes. Algo não estava certo. Na opinião de Dr Rafael Ostermann, médico gastrocirurgião, a solução para o problema não exige uma invenção - e sim um retorno às práticas autênticas da profissão. É a slow medicine (medicina sem pressa, em tradução livre), que surge no contexto de movimentos que pregam a desaceleração do ritmo de vida, como o slow food, o primeiro deles. Trata-se de uma forma humanizada de fazer medicina, que aproxima pacientes e profissionais de saúde e propõe um diálogo sem barreiras entre eles.

É isso que propõe por exemplo, a Ostermann Medical Center, que inaugura em março na Cidade das Avenidas e promete ser um divisor de águas na oferta de serviços em saúde para o Vale do Araranguá. O empreendimento que terá 400 metros quadrados, com estrutura completa e estacionamento privativo é uma prova do aumento pela procura de medicina de qualidade que ofereça praticamente tudo em um só local. “As pessoas buscam rapidez, eficiência e agilidade, afinal de contas quando se trata de saúde estes são itens cada mais indispensáveis. Unir medicina integrada com inovação tecnológica e atendimento humanizado é a proposta principal do nosso Centro Médico” antecipa Rafael.

Medicina acolhedora e com alta tecnologia

Segundo Ricardo Ghellere, sócio proprietário do empreendimento, o Ostermann Medical Center já nasce grandioso. Ele será o maior centro médico do Extremo-Sul de Santa Catarina com capacidade para mais de sete mil atendimentos, fácil acesso, localização privilegiada contando com mais de 20 especialistas nas mais diferentes áreas da medicina, englobando segmentos importantes como nutrição, fisioterapia e psicologia. “A proposta é inovar em todas as esferas e trabalhar em duas frentes, clínica e diagnóstica. Serão núcleos de especialidades formados por profissionais renomados, com certificação internacional e padrão de qualidade elevado” afirma.

A aposta em Araranguá também não aconteceu ao acaso. “Estamos estrategicamente localizados no coração do Vale, na cidade pólo do Extremo-Sul e iremos ofertar uma gama imensa e variada de serviços, o que vai encurtar a distância para muitos pacientes que antes precisavam recorrer a grandes centros médicos para realizar consultas e procedimentos. “Estamos apostando alto até mesmo para valorizar o público regional que vai encontrar na Ostermann Medical Center toda estrutura, conforto, segurança e qualidade dos maiores centros médicos do país. Nosso foco é inovação e qualidade” afirma Ricardo. A inauguração está prevista para o segundo semestre de março.

Fonte: Texto e fotos: Performance Comunicação