Durante a sessão extraordinária realizada nesta terça, 23, foram aprovados três projetos de lei. Conforme previsão legal, o mês de março é definido como data-base para a revisão geral da remuneração dos servidores públicos municipais, e depois das negociações entre a administração e o sindicato da categoria, veio para apreciação dos vereadores o projeto que autoriza a reposição salarial em 4,5% de acordo com os índices nacionais de preço. Aprovado, o projeto que autoriza o reajuste também prevê o aumento dos valores no vale alimentação e outros benefícios e já deve constar parte deste reajuste na folha de abril. Representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais acompanharam a votação.

Além disso, estava na pauta mais dois projetos de autoria do Executivo. O primeiro criando cinquenta e um cargos para a secretaria de Saúde, entre eles, terapeutas, enfermeiros, médicos e outros da área técnica. E o segundo, que descreve a função de fisioterapeuta I. Ambos os projetos, elaborados para cumprir um acordo com o Ministério Público, que solicita a contratação de servidores efetivos para a área. A secretária de Saúde, Evelyn Elias, acompanhou as votações e informou que em breve um concurso público será realizado para o preenchimento das vagas.

As sessões na Câmara de Vereadores retornam em Maio. A primeira está agendada para o dia 06. Ao todo são seis realizadas por mês conforme determina o regimento interno. “Encerramos as sessões deste com tudo dentro da normalidade. Os trabalhos estão sendo conduzidos conforme prevíamos no planejamento”, avaliou o presidente, Daniel Viriato Afonso. Apenas os vereadores, Pedro Paulo de Souza e Igor Batista Gomes, não participaram da sessão extraordinária desta terça.

Fonte: Morgana Daniel