O suplente de vereador Ozair da Silva, o Banha, do Partido dos Trabalhadores de Araranguá deu entrada na segunda-feira, 8, com um Projeto de Lei que dispõe sobre a proibição da cobrança da taxa de religação de água e esgoto no município de Araranguá, em caso de corte de fornecimento por falta e pagamento. O projeto deverá ir para votação ainda neste mês.

O vereador propõe que em caso de atraso do pagamento seja feita o corte, mas que em no máximo 24 horas após a quitação, a água volte a ser disponibilizada, sem custo adicional para os munícipes, diferente dos dias atuais, onde após o atraso, acontece o corte e o cidadão precisa pagar uma taxa de religação do serviço.

De acordo com o vereador Banha, o projeto visa não submeter à população araranguaense a um constrangimento. “O usuário já paga ao ligar a rede e não pode ser cobrado para ter acesso aos serviços, até porque efetuou o pagamento quando solicitou a ligação”, pontuou o vereador.

Fonte: Assessoria de Comunicação