A quinta-feira, 2, encerra de maneira tumultuada. A notícia de que o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina votou, pela maioria, pela cassação de cinco vereadores sombrienses movimenta os bastidores políticos do município, mas de toda a região do Vale.

Por 5 votos a 2, o TRE acatou a denúncia deferida pelo Partido Progressista - que alega fraude nas eleições municipais de 2016. Segundo a denúncia, as siglas MDB e PSB teriam fraudado a participação de mulheres.

Com a sentença, os votos computados aos vereadores passam a ser excluídos - o que faz com que os vereadores percam os seus mandatos. São eles: Adenir Duarte (MDB), Carlinhos Gomes (MDB), Daniel Bittencourt (PSB), Nego Gomes (MDB) e Som da Garuva (MDB).

A decisão ainda cabe recurso.

Fonte: Maiara Possamai