Sensibilizado com o pedido de líderes da igreja católica, o presidente da Câmara de Vereadores de Araranguá, Daniel Viriato Afonso, apresentou um projeto de Lei que autoriza a utilização exclusiva das Avenidas em torno da praça Hercílio Luz, bem como o espaço da praça, na semana que antecede a festa em honra a padroeira da cidade, Nossa Senhora Mãe dos Homens. Por unanimidade, o projeto foi aprovado durante a última sessão do ano, realizada na segunda, 18.

Com o plenário lotado, os padres da Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens, Alírio Leando e Tiago Eufrásio fizeram a defesa do projeto. “Agradeço os vereadores por entenderem a situação e apoiarem o projeto. Nossa festa ganha uma programação extensa e atrai milhares de fiéis e isso beneficia não apenas a comunidade católica, mas inclusive, a economia da cidade”, disse o Padre Alírio.

O autor do projeto explicou que a proposta atende a festa da padroeira que é a maior manifestação cultural da cidade. “O principal objetivo da presente lei não é apenas tornar os espaços mencionados exclusivos para as atividades da igreja católica nos dias da programação da festa da padroeira da cidade, mas evitar que outras manifestações culturais e religiosas pleiteiem o seu uso. Isso, obviamente, não tiraria o direito da comunidade fazer a mesma solicitação, no entanto, em momento distinto, já que os festejos da padroeira perduram muitos anos e a cada edição atrai mais pessoas à nossa cidade”, argumentou o presidente, Daniel.

Justificativa do Projeto

“Em 2018 a paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens estará celebrando 170 anos da criação da paróquia. É a paróquia mais antiga da Diocese de Criciúma. Além disso, faz mais de um século que a Comunidade Católica e os araranguaenses receberam a imagem de Nossa Senhora Mãe dos Homens. Os anos se passaram e a fé em Maria, com a denominação “Mãe dos Homens” continua, e centenas de milagres são noticiados por intercessão da santa, que é lembrada todos os anos neste município no dia 04 de Maio.

Sua importância é tamanha, que se tornou a padroeira da cidadede Araranguá e o dia 04 de maio foi oficializado como feriado municipal.

A proporção da festa do dia 04 de maio é imensurável, reunindo milhares de fiéis devotos de toda a região e vindos até de outros Estados brasileiros. A quantidade de devotos, romeiros e peregrinos que participam da festa da santa padroeira ultrapassa os limites do pátio da igreja e ganha as ruas do entorno da Praça Hercílio Luz, onde a festa normalmente é realizada.

Por muitos anos, não é apenas a igreja que se beneficia com os festejos em honra a festa de Nossa Senhora Mãe dos Homens, mas o comércio, empresas locais e diversos vendedores ambulantes que se instalam ao redor da praça entre as vias de seu entorno, quais sejam, Avenidas Sete de Setembro, Getúlio Vargas, Coronel João Fernandes e Avenida Ruy Barbosa.

A programação da festa da santa ao longo dos anos também vem se estendendo por diversos dias e, principalmente, tornando-se tradicional no Vale do Araranguá. Por isso, é necessário que o trânsito das ruas em torno da Praça Hercílio Luz seja organizado para isso nos dias da programação da festa da padroeira, bem como, o espaço da Praça Hercílio Luz, para uso exclusivo das atividades da Igreja Católica, pois só assim, este que é um dos maiores eventos culturais do município, poderá ser realizado com tranquilidade.

Portanto, o principal objetivo da presente lei não é apenas tornar os espaços mencionados exclusivos para as atividades da igreja católica nos dias da programação da festa da padroeira da cidade, mas evitar que outras manifestações culturais e religiosas pleiteiem o seu uso. Isso, obviamente, não tiraria o direito da comunidade fazer a mesma solicitação, no entanto, em momento distinto, já que os festejos da padroeira perduram muitos anos e a cada edição atrai mais pessoas à nossa cidade.

Outro fator que a presente lei também pretende abranger é a questão do Turismo Religioso com a elevação da paróquia a Santuário Diocesano, o que está prestes a acontecer e que vai atrair ainda mais fiéis devotos à cidade no período que antecede o dia 04 de Maio. Portanto, se faz necessário que haja mais espaço para a realização das atividades da Igreja com a montagem da ampla estrutura que comportará e as pessoas que passarão pelo município”.

Fonte: Morgana Daniel