A sessão desta segunda, 19, na Câmara de Vereadores de Araranguá serviu para formalizar a devolução de R$70 mil para o Poder Executivo através de recursos que foram economizados pela atual gestão e que poderão contribuir com entidades beneficentes locais. No momento, cinco entidades receberão a ajuda: Apae, Grupo Escoteiros Ariringuá, Albergue São Marcos, Adadar que é uma associação ligada à Igreja Assembléia de Deus, e o Asilo São Vicente de Paulo. Os recursos serão distribuídos entre estas entidades que estiveram apresentando os pedidos formalmente ao Legislativo e recebendo a visita de alguns vereadores para conhecer o andamento de seus projetos e a estrutura que disponibilizam para a realização dos trabalhos.

Além de representantes das entidades, também participaram da sessão os deputados estaduais Ricardo Guidi, José Nei Ascari – ambos do PSD e o prefeito do Balneário Arroio do Silva, Juscelino da Silva Guimarães (PSD), que conheceram melhor esta ação encabeçada pela mesa diretora e que está contribuindo com diversas áreas do município, além do prefeito de Araranguá, Mariano Mazzuco Neto. “Ficamos muito felizes do nosso município ser pioneiro neste tipo de parceria entre Legislativo e Executivo”, disse Mazzuco.

O presidente do Albergue São Marcos, Alcindo Crepaldi, também elogiou a ação e garantiu que a ajuda foi dada num momento oportuno. “Estávamos passando por dificuldades e muitas pessoas passam pelo albergue diariamente. O valor recebido será usado para comprar suprimentos e ajudar a manter a casa”. Da mesma forma, agradeceu o responsável pelo Grupo de Escoteiros Ariringuá, Coronel, Ricardo Assis, “Nosso grupo é mantido por voluntários e vamos ampliar nossas atividades com esta ajuda. Ações como esta da Câmara nos fazem ter esperança num país melhor”, completou.

Sendo assim, o valor que era destinado à casa, volta ao município que encaminhará às entidades, como foram feitas nas outras ações do projeto “Câmara Solidária”. “O prefeito, Mariano, em todas as ações foi parceiro e nos deu a possibilidade de escolher onde os recursos seriam aplicados. Por isso, agradecemos também a ele que poderia usar o dinheiro como quisesse, mas com o seu esforço e de todos os vereadores, tivemos a liberdade de escolher onde aplicar os recursos”, afirmou o vice-presidente da Câmara, vereador, João Abílio Pereira (PRB).

Entenda a “Câmara Solidária”

Desde que a atual mesa diretora, presidida pelo vereador, Daniel Viriato Afonso (PP), assumiu o Legislativo araranguaense, algumas ações para economizar os recursos destinados à casa foram implementadas. O objetivo destas ações é contribuir com a municipalidade. Com isso, foi possível doar um dos dois veículos da Câmara para a Secretaria de Saúde e destinar R$ 200 mil para zerar as filas de exames, contribuir com as cinco entidades sociais selecionadas nesta primeira etapa e no próximo mês, destinar R$ 400 mil para compra de veículos para o Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Polícia Militar.

Até o final do ano a intenção é economizar cerca de R$ 1 milhão que poderão contribuir com outras pastas e mais entidades. O projeto é inédito em Araranguá e tem surtido bons efeitos. “Novas ações começam a ser planejadas para os próximos meses. Os detalhes deste projeto foram pensados minimamente e cada vereador colaborou um pouco, como por exemplo, abrindo mão de diárias e outros gastos. Neste momento de crise, precisamos dar uma resposta eficiente a população”, detalhou o presidente Daniel.

Fonte: Morgana Daniel