O próximo mandato é caracterizado pela renovação. Dos atuais quinze vereadores, onze tentaram a reeleição, porém apenas cinco tiveram êxito: Daniel Viriato Afonso (PP); Lourival João, Cabo Loro (PSD), Alexandre Rezende Pereira (PPS), Jacinto Dassoler (PP), Ronaldo Soares, Ronaldinho (PMDB) e João Abílio Pereira (PRB).

Este número ficou ainda menor, totalizando quatro vagas, com a cassação do registro, pelo TRE/SC, do vereador Cabo Loro. Ele já exerceu cinco mandatos, inclusive, foi presidente da Câmara Municipal, mas devido ao processo por captação ilícita de voto, não chegou a ser diplomado. Cabo Loro, o terceiro candidato mais votado nas últimas eleições municipais para o Legislativo, com 1.299 votos, cedeu espaço para Adão Vieira dos Santos, o Vidrinho (PR), que assume pela primeira vez uma cadeira na Casa Legislativa.

Cabo Loro revelou que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TRE), mas terá que esperar o julgamento fora do mandato. “Não abandonarei a política. Estarei participando ativamente de outra forma. Ao meu suplente, Vidrinho, desejo sucesso”, disse.

Vereadores Eleitos

Cristiano da Silva Costa, Tano (PP)
Pedro Paulo de Souza, Paulinho (PSD)
Daniel Viriato Afonso (PP)
Luciano Zeferino Pires (PSB)
Alexandre Rezende Pereira (PPS)
José Márcio Scarsanella, Márcio Tubinho (PP)
Jacinto Dassoler, Belo (PP)
Jose Carlos da Rosa, Neno Fontoura (PPS)
Igor Batista Gomes (PV)
Ronaldo Soares, Ronaldinho (PMDB)
João Abílio Pereira (PRB)
Adão Vieira dos Santos, Vidrinho (PR)
José Paulo Roldão, Paulo Roldão (PSDB)
Jair Arcenego Anastácio (PT)
Diego Rosa Pires (PDT)