Sete cidades, sete debates e infinitas possibilidades de avaliar as propostas de candidatos a prefeito em sete municípios do Vale do Araranguá: a partir do dia 26 de agosto, o Grupo W3 em parceria com a ACIVA – Associação Empresarial de Araranguá e do Extremo Sul Catarinense vai promover o debate de propostas entre os postulantes ao cargo de prefeito dos municípios de Araranguá, Arroio do Silva, Maracajá, Sombrio, Jacinto Machado, Meleiro e Turvo.

A ideia principal é fortalecer a democracia e oportunizar aos eleitores, condições de avaliar o perfil de cada candidato e as propostas que eles possuem para gerir os sete maiores municípios do Vale do Araranguá.

Ao assistir o debate, que será transmitido ao vivo pela internet, os eleitores terão a oportunidade de acompanhar as discussões entre seus candidatos para decidir quem merece ser empregado no cargo de prefeito pelos próximos quatro anos.

No fim da tarde de ontem, dia 11, a direção do Grupo W3 realizou um encontro com o presidente da ACIVA, Kleber Frigo e com a secretária executiva Josicler Rochedo. O objetivo foi formalizar a parceria entre o Grupo W3 e a entidade de classe, além de divulgar as regras dos debates, que acontecem de 26 de agosto a 30 de setembro.

ACIVA apoia iniciativa

Os debates serão todos realizados a partir das 19h, conforme cronograma apresentado aos partidos políticos em evento realizado há dois meses, quando o programa de cobertura das eleições 2016 foi apresentado pela direção da W3 às siglas partidárias da região.

A sede da ACIVA será palco de todos os encontros que serão transmitidos ao vivo, pela internet com apoio da Sul Internet, que disponibiliza um sinal de qualidade, resultando imagem e som de alta definição.

A ACIVA e outras entidades de classe também terão espaço dentro do debate para sabatinar os candidatos.

O jornalista Saulo Pithan, editor-chefe do Grupo w3, vai mediar as discussões mas terá ainda a participação de jornalistas convidados que questionarão os candidatos a respeito de setores como educação, cultura, saúde, turismo e outras áreas. A jornalista e repórter Fernanda Guidi vai mostrar o clima fora dos estúdios e trazer a participação do público expectador dentro e fora do auditório.

A ideia é fazer um debate baseado em perguntas entre os candidatos, com ênfase no aprofundamento do programa de governo de cada um. O primeiro confronto público sem maquiagens é aguardado com ansiedade pelos candidatos que têm oportunidade de mostrar o trabalho logo no início de campanha.

Devem participar os postulantes de partidos que têm representação na Câmara dos Deputados. Em Araranguá, os quatro candidatos que disputam a vaga de prefeito devem confirmar presença: Anísio Premoli (PMDB), Mariano Mazzuco (PP) Eduardo Chico Merêncio (PT) e Carlos Alberto Coan (PTB).
Data do debate: 30 de Setembro- 19h

Em Sombrio, a segunda maior cidade do Vale, debaterão suas propostas os candidatos Zênio Cardoso (PMDB) e Carlos Gilberto Oliveira (PP).
Data do debate: 26 de Agosto- 19h

Em Arroio do Silva já confirmaram presença os candidatos Fernando Borges (PP) e Juscelino Guimarães, o Mineiro (PSD).
Data do debate: 31 de Agosto- 19h

No município de Meleiro, os três candidatos também devem se fazer presentes no confronto. Eder Matos (PSB), Santina Izé (PSD) e Rogério Casagrande (PP).
Data do debate: 19 de Setembro- 19h

Os eleitores de Maracajá poderão conhecer também as propostas dos três candidatos que disputam o título. Valmir Carradore (PMDB), Arlindo Rocha (PSDB) e Everaldo Pereira, o Everaldinho (PT).
Data do debate: 09 de Setembro- 19h

Já no município de Turvo, os dois candidatos que disputam a prefeitura já confirmaram presença. Tiago Zilli (PMDB) e Arlindo Manentti (PP) se enfrentarão diante do público que promete ser de casa cheia sempre.
Data do debate: 23 de Setembro- 19h

O auditório com capacidade para 80 pessoas será disponibilizado para convidados dos candidatos. O número de vagas disponibilizadas será igual para todos e de acordo com o número de candidatos.

Temas livres e determinados

O debate terá cinco blocos de discussões e um sexto para considerações finais. As perguntas serão feitas de candidato para candidato, por entidade de classe e serviços, pela produção do programa que vai usar como base a participação dos internautas e ainda por jornalistas convidados que abordarão questões de interesse público como saúde, educação, infraestrutura e transporte. Se algum candidato faltar, seu lugar permanecerá vazio com uma placa contendo o seu nome.