O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Araranguá (SAMAE) realizará um leilão que visa a venda de madeira (Pinus Elliotti) na forma de árvores em pé. O objeto deste processo será alienado através de licitação na Modalidade de Leilão, Processo Licitatório com data de abertura para a próxima quarta-feira, dia 6, às 15h.

Segundo o diretor geral do SAMAE, José Hilson Sasso, o leilão visa a retirada de árvores exóticas fora da Área de Preservação Permanente (APP) do Açude Belinzoni. “Serão retirados apenas os Pinus Elliotti, em lote único, na forma de árvores em pé, totalizando um volume comercial estimado de 350 m³, nas condições de manejo em que as árvores se encontram”, detalhou.

Conforme o setor de licitação do SAMAE, o valor mínimo do Metro Cúbico é de R$ 100,00, totalizando cerca de R$ 35 mil.

Sasso lembra que após retirada destas árvores o local passará por limpeza e depois um reflorestamento. “O SAMAE já possui um projeto para o Açude Belinzoni feito por um engenheiro ambiental e uma bióloga, onde detalha o que pode ser replantado no local. No projeto estima-se o plantio de 500 mudas nativas”, disse.

A retirada total das árvores arrematadas dar-se-á no prazo máximo de 120 (cento e vinte) dias, contados da data da assinatura do contrato.

Fechamento

Após ser realizado o reflorestamento o SAMAE dará início ao fechamento da área, onde a autarquia já adquiriu parte do terreno e pretende fazer uma proteção do espaço, que abriga hoje o manancial mais puro de Araranguá.

Fonte: Assessoria de Imprensa