A representação de um acidente parou o trânsito de pedestres na tarde desta segunda-feira, 23, na avenida 7 de Setembro, em frente a igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens, no centro da cidade. A via foi fechada para o fluxo de automóveis nos dois sentidos.

Foram mobilizadas viaturas e agentes da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, OAB e Auto Escola Sucena.

O grupo participou do seguinte ato: uma motorista alcoolizada, em alta velocidade atropela uma jovem que sofre vários ferimentos. A partir daí todo o aparato em casos reais foi colocado em ação.

A chegada do Departamento de Trânsito, a primeira abordagem da Polícia Militar, que chama o resgate do Corpo de Bombeiros, e o caminhão de combate a incêndio devido às chamas no carro que provocou o acidente.

Toda a ação aconteceu em tempo e ação real. No final a “motorista foi conduzida por estar embriagada”, segundo teste do bafômetro e a “vítima levada ao pronto socorro”.

Segundo o agente de Trânsito, Sandro Xavier, o objetivo foi alcançado, “que era chamar a atenção das pessoas em referência aos graves acidentes de trânsito, principalmente pela ingestão de álcool”, explicou.

Para o diretor do DEMUTRAN, Geraldo Mendes, a encenação foi orquestrada e o mais perto da realidade. “Através desta ação passamos para as pessoas, para aqueles que dirigem, o que é um acidente de trânsito e as suas consequências”, destacou.

A programação que prossegue nesta terça-feira, 24, com uma blitz educativa no cruzamento das Avenidas: Amaro José Pereira com Iracy Luchina.

Fonte: Assessoria de Imprensa