O Governo do Estado concederá, neste segundo semestre, o total de R$ 6,2 milhões em bolsas de estudos na Unesc. Os recursos são oriundos do programa Uniedu, Programa de Bolsas Universitárias do governo do Estado, e representam o dobro do investimento feito no último semestre.

O Uniedu agrega todos os programas de atendimento aos estudantes da educação superior, fundamentados pelos Artigos 170 e 171, juntamente do Proesde (Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional).

Com esses recursos disponibilizados pelo governo a Unesc vai destinar bolsas de estudos que podem chegar até 100% aos alunos beneficiados.

São mais de 40 cursos à disposição nas mais variadas áreas do conhecimento. O ingresso é feito por meio do histórico escolar na Central de Atendimento ao Estudante da Universidade. Após a matrícula o aluno já pode se candidatar a uma bolsa das diversas modalidades oferecidas, seja por meio do governo ou da Prefeitura de Criciúma.

Além de serem oferecidos a novos alunos, os descontos podem beneficiar ainda acadêmicos oriundos de transferências.

Valores dobrados

A ampliação dos valores do Uniedu é resultado da duplicação dos investimentos nas universidades comunitárias, anunciadas pelo governador Carlos Moisés já no final de maio. Ao todo serão destinados R$ 204 milhões em 2019 em todo o Estado, o dobro do investido no ano passado, quando foram repassados R$ 109 milhões ao programa.

Para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, a ampliação traz uma injeção de ânimo especialmente para as Universidades Comunitárias. “Essa ação é muito importante para todas as instituições, mas em especial para as de caráter comunitário, que hoje reinvestem toda a sua receita em projetos na própria instituição ou na sociedade, como, no caso da Unesc, nas Clínicas Integradas, Unidade Judiciária ou nos mais de 200 projetos de extensão”, salientou.

Conforme a reitora, se a manutenção dos recursos já é positiva, a da ampliação dos recursos é um grande presente para toda a sociedade. “A ampliação ao dobro do valor oportunizará então que o dobro de alunos acesse o ensino superior. Além disso oportunizará a permanência dos alunos nas salas de aula a e a manutenção dos serviços que oferecemos”, destacou.

Fonte: Assessoria de Imprensa