Uma noite para celebrar e reconhecer aqueles que ajudaram a construir e consolidar a Associação Empresarial de Criciúma – Acic. Assim foi a noite da última terça-feira, 18, quando a entidade completou exatos 75 anos. O evento homenageou ex-presidentes, ex-diretores, associados, entidades parceiras e lideranças.

Além de fazer o resgate histórico e as homenagens, a solenidade teve o descerramento de uma placa com o registro de todos os empresários que contribuíram com a construção do Centro Empresarial de Criciúma, sede da Acic, o lançamento de uma edição especial da Revista Liderança Empresarial, com reportagens sobre a história da entidade, e o corte do bolo de aniversário.

Em seu pronunciamento, o presidente da Acic, Moacir Dagostin, expressou a imensa gratidão por todos que contribuíram com a trajetória de sucesso da entidade.

“Acic tem hoje uma base sólida, fruto da ousadia e do empreendedorismo daqueles visionários que a idealizaram, de todos os ex-presidentes, diretorias, associados que ao longo dessas décadas, voluntariamente, doaram seu tempo, seu conhecimento e sua experiência para que a mesma se tornasse uma das maiores e mais respeitadas associações empresariais do Sul do país. Uma história construída com muito trabalho, compromisso coletivo e muitas conquistas”, destaca.

Dagostin fez ainda o anuncio de uma premiação à classe empresarial. “Os empresários são a base de sustentação desta entidade. Reconhecê-los e homeneageá-los, se faz necessário. Com este objetivo uma das ações de comemoração dos 75 anos será o lançamento da 1ª edição do “Prêmio Acic Empresário do Ano”, revela.

O empresário e ex-presidente Olvacir Bez Fontana, que representou os homenageados da noite, destacou a longa trajetória de desafios e conquista da Acic. “A Acic é uma das mais importantes entidades do Sul do país e pode ir muito além, temos os associados e seus empresários, e são esses nomes que irão liderar o dia de amanhã, trazendo conhecimento, tecnologia, e produtividade e transformando nossa região”, observa.

O prefeito interino de Criciúma, Ricardo Fabris, reforçou a importância da entidade. “Criciúma tem 140 anos de colonização, ou seja, metade da construção da história da cidade tem a participação da Acic. A entidade se tornou indispensável para a cidade. Não falamos em qualquer ação para Criciúma sem a participação da entidade. A Acic tem a sua digital na educação da cidade com o belo trabalho que vem sendo realizado com o Prêmio Acic de Matemática”, ressalta.

Ex-presidentes e associados homenageados

Entre tantos momentos especiais da solenidade, a homenagem aos ex-presidentes, onde foram concedidas comendas; e aos primeiros parceiros desta longa trajetória da entidade, reconhecidos por meio de placas, se destacaram.

Ex-presidentes: Antônio Roque Júnior (in memorian) – presidente de 1944 a 1951;José Pimentel (in memorian) – presidente de 1951 a 1955; Wilson Freire Barata (in memorian) – presidente de 1955 a 1971; Antônio Caldeira Góes (in memorian) – presidente de 1971 a 1979; Octacilio de Bem (in memorian) – presidente no ano de 1979, Domerval Zanatta – presidente de 1979 a 1981, José Antônio Bongiollo (in memorian) – presidente de 1981 a 1987; Jayme Antônio Zanatta – presidente de 1987 a 1991; Carlos Alberto Barata – presidente de 1991 a 1993; Guido José Búrigo – presidente de 1993 a 1997; Alvaro de Freitas Arns – presidente de 1998 a 1999; Diomício Vidal – presidente de 2000 a 2003; Edilando de Moraes - presidente de 2004 a 2007; Santos Longaretti – presidente de 2008 a 2009; Olvacir José Bez Fontana – presidente de 2009 a 2013 e César Smielevski – presidente de 2014 a 2017.

Primeiros parceiros: Angeloni Supermercado, Auto Viação Critur, Calças Calcutá, Carbonífera Metropolitana, Casa Imperial, Cecrisa Revestimentos Cerâmicos, Cerâmica Eliane, Expresso Coletivo Forquilhinha, Forauto Veículos e Peças, Giassi Supermercado, Hospital São José, Indústria Carbonífera Rio Deserto, Jugasa Veículos e Lojas Fátima.

Rubens Costa assinou a ata de fundação

Entre os grandes homenageados da noite também estava o empresário Rubens Costa, 94 anos, que testemunhou ao deixar sua assinatura na ata de fundação da Acic, em 18 de junho de 1944, na reunião que ocorreu no Cine Rovaris.

“O Abílio Paulo era o dono do cinema e nesse dia ele colocou a sala à disposição para a reunião. Era domingo, estavam todos na missa e, depois, foram todos para lá, os homens arrumados, vestindo as gravatas, porque era domingo, dia de missa”, relembra Costa.

A ocasião reunia em sua maioria comerciantes e políticos – nomes que já tinham peso na sociedade e alguns que despontavam no cenário local e estadual – e o convidado especial para participar da assembleia era o pai de Rubens, senhor Mansueto Costa. Porém, ele não pôde estar presente e mandou o filho para lhe substituir. “Tinha muita gente naquele dia, muitos que tinham loja, como o meu pai. Quando chegou na hora de fazer a votação, cada um tinha que assinar a ata e o Rubens Costa foi lá, com 18 anos, representando o pai”, conta.

Além do evento desta terça-feira, uma série de outros eventos e ações irão ocorrer ao longo do ano para marcar a data como: exposições, memorial, apresentações musicais, documentário, publicações especiais, premiação especial à classe empresarial, reconhecimentos e palestras.

Fonte: Assessoria de Imprensa