O Grupo W3 mostrou na última sexta-feira, 22, a situação da Escola Básica Otávio Manoel Anastácio, no bairro Jardim Cibele. A instituição da rede municipal de ensino corre o risco de ceder e pais e alunos pedem por reforma. Um laudo apurado pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Araranguá apontou que todas as escolas do município estão com algum problema estrutural.

Depois disso, a reportagem recebeu novas denúncias, referentes às más condições de outras escolas. Na rede estadual de ensino algumas escolas também enfrentam problemas e aguardam por reformas emergenciais. Como é o caso do maior colégio de ensino médio do Vale. Com 880 alunos e uma estrutura com mais de 50 anos, que nunca passou por reforma, o Colégio Estadual de Araranguá enfrenta problemas e segue com parte do prédio interditado há quase dois anos.

A diretora da instituição, Luciana Costa Martinelli, explica que a interdição aconteceu em junho de 2017, quando parte da escola começou a apresentar riscos de desabamento. “Em alguns pontos o chão está oco e corre o risco de afundar. Também há problemas na fiação, no teto e rachaduras nas paredes”, explica.

Com a interdição de parte da estrutura os alunos ficaram sem algumas salas de aula, o refeitório, banheiros, laboratórios e até a cozinha. Nos dias de chuva, por exemplo, os alunos são obrigados a fazer o lanche nos corredores apertados, sem um espaço adequado para as refeições.



A direção explica que a situação era para ser provisória e que já foi encaminhado para a Secretária de Educação do Estado o projeto de reforma e ampliação da escola. “Estamos aguardando a liberação do orçamento desde o início do ano”, informa Luciana. Enquanto isso, a instituição segue com o número de salas reduzidas, sem laboratórios, sem o auditório e outras estruturas que fariam a diferença no processo de ensino dos alunos.

Em contato com a secretaria do Estado de Educação, o Grupo W3 foi informado que: “o projeto de reforma da escola está em análise na Secretaria de Estado da Educação. Assim que estive aprovado será encaminhado para licitação e posterior ordem serviço”.