Em comunicado oficial emitido sexta-feira, 19. a Celesc informou que, ao contrário do reclamado por contribuintes de diversas regiões do estado, não houve cobrança adicional ou erro no processamento de dados no faturamento da empresa.
“O aumento na conta de luz para muitos clientes se deve, em grande parte, ao maior consumo de energia registrado nos últimos meses, especialmente pelo uso de equipamentos eletrônicos, como ar-condicionado, em períodos de temperatura elevada”, destaca a nota da estatal.
O comunicado informa, ainda, que esse avanço é confirmado pelos elevados índices na demanda de energia registrados pela Celesc nas últimas semanas. “Desde dezembro, o recorde foi batido três vezes, sendo duas delas em dias seguidos, 16 de janeiro (4.989,82 MW) e 17 de janeiro (5.030 MW)”, completa a nota.
A Celesc reforçou que não reajusta a tarifa de energia desde agosto de 2018, e orienta os clientes a conferir atentamente o histórico de consumo e o período de apuração da leitura na fatura recebida. “Quando se trata de variação de consumo, o cliente pode comparar a leitura atual no medidor do seu imóvel com a leitura apresentada na fatura. A diferença entre os números indica o quanto já foi consumido de energia no período”, completa o comunicado.

Fonte: 4oito