O concurso de soldados da Polícia Militar de Santa Catarina prometido para o final do ano passado e depois prorrogado para este mês de janeiro vai demorar mais para ser oficialmente lançado. Enquanto aguarda um posicionamento do Tribunal de Contas de Estado (TCE), a corporação decidiu por fazer uma licitação comum para a contratação da banca que fará as provas ao invés da dispensa de licitação.

A decisão vem de uma recomendação do setor jurídico da PM. A documentação para o processo licitatório da escolha da banca está sendo finalizada e será analisada pela Secretaria de Administração. A corporação tem pressa, mas ainda não há um prazo definido para a resolução dos trâmites burocráticos.

Fonte: NSC Total