A equipe do Programa de Educação Ambiental (PEA) da BR-285/RS/SC iniciou uma parceria com a Escola de Ensino Básico Timbé do Sul para o desenvolvimento do projeto Ensino Médio Inovador, proposta do Ministério da Educação que busca promover a formação integral dos estudantes e fortalecer o protagonismo juvenil com a oferta de atividades criativas e emancipadoras. Profissionais da Gestora Ambiental (STE S.A.) das obras de implantação e pavimentação da rodovia, executadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), realizaram no dia 12/04 uma oficina de foto e audiovisual com turmas do 1º e 2º anos.

As técnicas, potencialidades e elementos narrativos que podem ser explorados em fotografia e vídeo foram apresentados no auditório da instituição. Os alunos foram provocados a refletir sobre os diferentes processos de criação e formatos que podem ser utilizados no projeto, cujo objetivo é incentivar o turismo por meio da divulgação dos recursos naturais do município. Após a conversa, ocorreu a primeira de quatro saídas de campo que estão programadas até o final do ano. O destino foi o Restaurante Rural São Miguel, na localidade de Amola Faca, onde são servidas comidas típicas da região e comercializados produtos cultivados na propriedade.

Durante a atividade, os profissionais da Gestora Ambiental acompanharam e instruíram os alunos nas entrevistas e gravações de imagens e áudios. A professora de Línguas Portuguesa e Inglesa, Franciele Pesente Daltoe, destaca que a atividade engloba diferentes conhecimentos que serão reunidos em um projeto final para ser disponibilizado nas mídias e redes sociais. O objetivo, conforme explica a professora de Artes, Pollyana Pavei Bez Batti, é promover a valorização da memória e dos diferenciais positivos de Timbé do Sul. “A maioria das pessoas que mora aqui não conhece as belezas que a cidade proporciona. A ideia é mostrar esse potencial que, somado à pavimentação da serra, pode atrair mais pessoas à região.”

Para o educador ambiental do PEA Cauê Canabarro, a participação no projeto visa contribuir para que o conhecimento produzido pela Gestora Ambiental possa ser compartilhado e ampliado pela comunidade. “É um projeto interdisciplinar que vem ao encontro da ideia de educação ambiental, que consiste em trabalhar o ambiente de forma complexa nas suas múltiplas determinações e possibilidades. E também porque a própria Gestão Ambiental tem essa característica, fazendo com que a equipe possa se inserir de várias maneiras ao longo do processo”, conclui