O Grêmio Fronteira chega aos 84 anos esbanjando vitalidade. Fundado em setembro de 1932, o espaço já serviu como palco para os mais importantes eventos de Araranguá e é conhecido como ponto de convergência da sociedade regional. Com patrimônio avaliado em mais de R$ 30 milhões e receita anual que supera R$ 1,5 milhão, o Grêmio Fronteira possui calendário de eventos próprio, uma estrutura invejável que agrega amplo complexo esportivo, complexo aquático, academia amplamente equipada, sauna feminina e masculina, sala de jogos, imponente salão de festas e vários outros espaços menores para esta mesma finalidade, além de quiosques com churrasqueiras e ampla área verde com pistas para caminhada.

São 32 funcionários que garantem o funcionamento diário durante o ano todo e auxiliam diretamente na realização das atividades do maior clube social do Vale. Mas gerenciar tudo isso não é tarefa fácil. Há quatro o empresário Bervaldo Zilli, ou simplesmente Vado como prefere ser chamado, comanda com mãos de ferro a entidade que viveu nestes últimos quatro anos, a mais profunda transformação de sua história. “Durante a minha gestão investimos mais de R$ 1 milhão em obras para melhorar o funcionamento do clube. Foram instalações e aquisições importantes que deram nova vida ao Grêmio Fronteira, que podemos assegurar vive uma nova fase” pontua.

Obras e melhorias dão nova cara ao Clube

De acordo com o presidente, os avanços podem ser medidos em números e basta caminhar pelo clube para conferir de perto cada melhoria. Na manhã da última quarta-feira, dia 21, Vado abriu as portas do Clube e mostrou orgulhoso cada uma das novas conquistas. “A academia com pouco mais de 200m² foi ampliada três vezes nos últimos quatro anos e agora em novo local terá mais de 800m². As modificações estão sendo feitas para atender um público que é crescente. Hoje são mais de 350 sócios frequentando a academia”, ilustra.

Ainda no setor de infraestrutura, destaque para a nova cozinha que mudou de lugar e triplicou de tamanho. Equipada com moveis planejados fogão industrial e banheiros próprios, o local agora oferece conforto e praticidade para a preparação dos alimentos que abastecem os eventos sociais. As quadras esportivas foram melhoras, também novas quadras foram construídas e o playground infantil passou por revitalização. “Tudo que fizemos foi pensando no bem-estar do sócio que se sentiu mais valorizado ao receber um clube ampliado e com muitas melhorias” afirma.

Eventos memoráveis

Uma das principais marcas da administração Vado Zilli transcende a realização de obras ou ações. Os eventos sociais tiveram notável destaque e bateram recordes de público. Muito disso se deve à dedicação de Nani Zilli, esposa de Vado e companheira permanente nas festividades do Clube. “O Grêmio Fronteira é o clube mais tradicional da região e sempre abrigou grandes e importantes eventos. Em nossa gestão, ampliamos o número de festas e conseguimos tornar tradição por exemplo a Feijoara, que na sua 13ª edição entrou para a história como a maior já realizada. O carnaval Confete e Serpentina nunca registrou tanto público e os últimos bailes de Debutantes foram consagrados pelo glamour e qualidade com que foram realizados” pontua.

Planos e agradecimentos

Vado se despede da presidência mas não deixa o Clube. Ele assume como diretor de patrimônio e promete continuar cuidando do Grêmio Fronteira como se fosse a extensão de sua casa. “Muito ainda precisa ser feito e a próxima diretoria certamente estará dando continuidade ao que já foi realizado. Importante agora é agradecer a todos da diretoria e funcionários que durante os quatro anos de minha gestão se empenharam com todo vigor para que as coisas dessem certo. Sem o apoio deles, nada teria sido feito” finaliza.