Se os serviços prestados no âmbito social têm como objetivo garantir que cidadãos em risco tenham atendimento que lhes é de direito, nada mais justo que estes serviços sejam oferecidos com total qualidade, em um ambiente à altura dos impostos arrecadados. E, mais do que a própria estrutura, o tratamento dado pelos profissionais dessa área é essencial, tendo efeito direto na vida destes cidadãos. Em solenidade realizada nesta semana, estrutura adequada e profissionais dedicados tornaram-se um só e de formas aprimoradas, com a inauguração do novo local em que será realizado o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) de Jacinto Machado.

Com presença do prefeito Antônio João de Fáveri, de secretários municipais, da assistente social Susana Casagrande, responsável pela secretaria do Desenvolvimento Social e da Família e de membros da Terceira Idade, a solenidade de inauguração homenageou os profissionais que já atuam e os que vão passar a atuar no SCFV, além de Augustinha Olisete Molgaro Possamai Della, a Zete, que coordenou a secretaria ao longo dos últimos anos, voltando às salas de aula no início de 2016, por ser servidora efetiva. “Esse novo espaço é fruto de toda a dedicação e carinho com que todos os profissionais da secretaria dedicamos às pessoas atendidas. Buscamos junto ao Estado e ao governo federal por um longo tempo os recursos necessários para essas melhorias, mas foi esse olhar sempre atencioso do prefeito Antônio que nos possibilitou essa conquista”, lembrou Zete, referindo-se ao esforço de economia de recursos municipais para que a reforma e ampliação fosse possível.

O imóvel passa a fazer parte de uma espécie de ‘complexo social’, por estar localizado ao lado do Centro de Convivência da Terceira Idade, do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e, em alguns meses, da Capela Mortuária. Entre reforma, ampliação e todo o mobiliário, foram investidos cerca de R$ 150 mil. “Esse novo espaço é muito mais amplo, com banheiros adequados, cozinha maior e equipada, refeitório, sala de informática com vinte computadores novos e ainda outros espaços para atendimento”, listou o prefeito Antônio de Fáveri.

Às crianças, neste primeiro momento, são oferecidas oficinas de informática, de esportes, de teatro, sócio-educativa, de dança e de capoeira, sempre no horário contra-turno escolar, duas vezes por semana e divididos em quatro turmas. “E em breve teremos também um campinho, que será construído no terreno aos fundos do SCFV”, acrescentou a assistente social Thayse Brovedan, membro da equipe de atendimento.

Além de crianças e adolescentes, o novo local prestará serviços também a adultos e idosos.

Fonte: Valdinei Nichele