Em cerimônia repleta de homenagens e muita emoção, a Prefeitura de Araranguá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, entregou nesta quinta-feira, dia 29, o novo Conselho Tutelar do município. A sede, localizada na avenida Capitão Pedro Fernandes, em frente ao Teatro Célia Belizário, teve o espaço amplamente revitalizado. O novo Conselho Tutelar será denominado de “Conselheira Tutelar Vera Inês Scremin”, em homenagem póstuma de autoria do vereador Adair Jordão, sancionada durante a cerimônia de inauguração. A menção à ex-conselheira rendeu boas recordações da família e amigos, levando muitos presentes às lágrimas.

A irmã da homenageada, Eliane Scremin agradeceu a todos fazendo a leitura de um poema escrito por Vera em 2012, período em que descobriu o câncer de mama. 'Em nome de nossa família agradeço o carinho de todos. Esse momento é muito especial para nós e para a Vera que sempre militou pelo bem estar das crianças e dos adolescentes', relatou.  

Além de familiares e amigos de Vera, o ato de entrega da nova sede foi prestigiado por autoridades políticas, religiosas, do judiciário, de segurança, instituições filantrópicas, conselheiros tutelares atuais e eleitos para o próximo mandato, de empresários locais e da comunidade araranguaense. O secretário de Assistência Social, Eduardo Chico Merêncio, lembrou que a inauguração da nova sede é a realização de um sonho da homenageada. 'Hoje estamos aqui dando nome da Vera a este espaço, colhendo os frutos que ela plantou ao lado de tantos amigos', destacou Chico. 

Muito emocionado, o prefeito Sandro Maciel lembrou da alegria sempre constantes. 'Vera hoje deve estar feliz, com aquele sorriso que sempre lhe acompanhava, porque hoje estamos concretizando um sonho dela', lembrou o prefeito.  

A Conselheira Vera Inês Scremin

Nascida no município de Meleiro em 3 de fevereiro de 1963 foi em Araranguá que constituiu uma história repleta de lutas, superações e conquistas. Ela iniciou sua militância junto aos movimentos populares na Pastoral da Juventude e na Pastoral do Menor, movimentos da Igreja Católica, que a partir da década de 80 era liderada pelo Padre Joacir Della Justina do Colégio Murialdo. Nesse mesmo período dedicou-se aos movimentos políticos e estudantis, filiando-se ao Partido dos Trabalhadores.

As ações feitas por Vera fizeram com que ela recebesse o convite para trabalhar voluntariamente em Caxias do Sul ao lado Padre Joacir Della Justina junto aos menores abandonados, luta que foi uma das bandeiras em sua vida. Após três anos optou por retornar para Araranguá, onde continuou sua ação voluntária, inclusive assumindo a coordenação de uma casa de atendimento para menores, em Criciúma. Em seguida, com a implantação do Conselho Tutelar de Araranguá, foi eleita conselheira por dois mandatos consecutivos. Foi fundadora e coordenadora do Fórum Municipal de Combate ao Abuso e Exploração Infantil, além de compor a estância estadualmente e tê-lo coordenado regionalmente.

 Paralelo a isso também atuou em várias campanhas do sul de Santa Catarina, sempre na luta contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Profunda conhecedora do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), frequentemente era convidada para proferir palestras, muitas delas destinadas para apoiar a formação de novos agentes e conselheiros tutelares.

Incansável na luta pelos movimentos populares, também dedicou-se as associações de moradores, inclusive compondo a diretoria do bairro Alto Feliz e posteriormente, presidindo a União das Associações de Moradores de Araranguá (Uama). Mais tarde, Vera recebeu convite e aceitou presidir o Centro de Internação Provisória de Menores (CIP) de Criciúma. Com a realização de um trabalho exemplar e credenciada pela experiência conquistada na área, Vera Scremin desenvolveu o projeto que culminou com a implantação da Casa da Semiliberdade, entidade com sede localizada em Araranguá, mas cujo atendimento abrangia a adoção de medidas sócio educativas para menores infratores dos 15 municípios do extremo sul catarinense. E neste outubro rosa, mês em que se intensificam as ações de prevenção ao câncer de mama, prestamos esta justa homenagem a Vera que, a partir de 2012 iniciou uma incansável luta contra a doença. Mulher guerreira, determinada e de muita fé conviveu bravamente com as consequências do câncer de mama. No dia 20 de setembro de 2014 Vera faleceu aos 51 anos de idade deixando dois filhos: Lucas e Vitor Scremin, aniversariantes no dia desta homenagem e inauguração do prédio, e a neta Maria Clara, além de seus três irmãos: Eliane, Vandré e Fabrícia e sua mãe Azuleima.

Sobre o novo Conselho Tutelar

No local houve recuperação do piso interno e externo, substituição da rede elétrica e hidráulica, troca de azulejos, implantação de rampas de acessibilidade, troca de todo telhado, substituição de algumas aberturas, troca das partes comprometidas do forro, pintura completa. Além disso, foi construído um sanitário com acessibilidade, um dos banheiros recebeu adaptações em pia com altura de 80cm, barras de apoio, chuveiro e elevação do acento do vaso, que permitem o acesso de pessoas com deficiência, principalmente cadeirantes. Para as melhorias foram investidos R$ 85 mil de recursos próprios do município. Além da estrutura totalmente reformada, o Governo Municipal efetuou a troca de todo o mobiliário interno do Conselho Tutelar: cadeiras estofadas, armários, mesas de atendimento, balcões, mesa para reuniões, móveis para cozinha, entre outros. No total foram investidos mais de R$ 20 mil em mobília também de recursos municipais.

Reportagem e fotos: Subcom Prefeitura de Araranguá