O ronco das máquinas e a intensa movimentação das equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes-DNIT, soaram como música aos ouvidos de dezenas de moradores que residem às margens da BR-101, no trecho próximo ao antigo posto da Polícia Rodoviária Federal-PRF.

Há mais de duas semanas, as famílias que residem nesta localidade conviviam com um grave problema que se tornou ainda mais crônico devido às fortes chuvas que castigaram a região nos últimos dias.

Segundo os próprios moradores, possíveis falhas no projeto técnico da obra de duplicação da BR-101, colaboraram para o rompimento de uma antiga tubulação colocada há mais de seis anos pela prefeitura para resolver os problemas de alagamentos no local.

O caso mais crítico foi o da família de seu Manoel Januário, 62 anos, que ficou isolada pela água da chuva. O rompimento da tubulações, alagou a área e se tornou um problema crônico para dezenas de famílias que vivem naquela região.  Também havia riscos de desmoronamento em parte do trecho recém duplicado que cedeu por conta da erosão provocada pela água empossada.

Desde as primeira horas desta sexta-feira, máquinas e homens trabalhavam no local e consertavam o trecho danificado. Uma obra para resolver o problema dos alagamentos também foi executada. O problema foi levado até o DNIT através de uma reportagem publicada na tarde da última terça-feira, no Portal de Notícias. A mesma matéria foi veiculada na edição de hoje do Jornal W3 Semanal e resolvida em tempo recorde.

Seu Manoel que acompanhava o trabalho das equipes do DNIT se emocionou com o resultado. “Quando resolvemos denunciar o problema à Revista W3 até sabíamos que receberíamos uma reposta, mas não imaginávamos que seria tão rápida. Em nomes das famílias agradecemos ao DNIT e à W3,” explicou.

Reportagem e fotos: Saulo Pithan