Na última sexta-feira, dia 9, a Polícia Militar recebeu informações de que uma mulher havia sido ameaçada, com arma, por três jovens. Segundo a polícia, a intenção era intimidar a mulher, que havia sido esposa de um dos jovens.

A vítima informou à polícia que após receber as ameaças o trio havia fugido pela BR-101, rumo à Araranguá, onde residem, no bairro Polícia Rodoviária. A polícia realizou o acompanhamento do veículo que recebeu ordem de parada e só foram abordados próximos à Polícia Rodoviária Federal - PRF, já em Araranguá.

Segundo a polícia, quando foi dada a ordem de parada, um dos caroneiros dispensou algo pela janela, que posteriormente foi encontrado pela polícia e tratava-se de um simulacro de pistola. Um menor assumiu a posse da arma, mas a vítima informou que havia sido L.F que teria realizado as ameaças.

Diante dos fatos a polícia deu voz de prisão e todos foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Sombrio. Conforme a Polícia o condutor do carro, L. responde ainda por ameaça, na Lei Maria da Penha, sendo que a vítima é sua ex-mulher.

Arma localizada

Na noite da última quinta-feira, por volta das 22h02min, a Central de Emergência da Polícia Militar foi acionada por um masculino que informou ter ouvido disparo de arma de fogo, na estrada geral do bairro São Francisco, em Sombrio. As guarnições se deslocaram até o local onde depararam com P. D. e N. F. P., os possíveis agentes, porém os mesmos não estavam mais com a arma.

 Após buscas no interior da residência foi encontrada a arma, uma espingarda de pressão marca Rossi, modificada para atirar com calibre 22. A guarnição então realizou os procedimentos cabíveis e os agentes foram conduzidos para D. P. de Sombrio.

Colaboração: Jornal Amorim / Especial W3