A prisão efetuada pelos agentes da Divisão de investigação Criminal – DIC de Araranguá, no dia 24 de setembro, que resultou na prisão recorde de 7 Kg de crack e 366 gramas de cocaína, continua rendendo bons frutos à Polícia Civil. A nova descoberta da equipe do delegado Jorge Giraldi é que um dos veículos apreendidos na casa de Valdir Lara Junior, um VW/Fox, placas MMD-0881 era clonado.

As placas originais do veículo é IVH-4314, sendo o registro do roubo datado em 19 de setembro de 2014, na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A vítima, Denise de Carvalho, relatou na capital gaúcha que ao estacionar o carro para atender o celular, foi abordada por dois indivíduos armados.

Giraldi lembrou que os peritos constataram que a motocicleta Honda CR, também apreendida na casa de Valdir, está com os sinais identificadores destruídos. “Agora com estas constatações os envolvidos, além de responderem pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas,  também serão indiciados  pelos crimes de receptação de veículos e de adulteração de sinais identificadores de veículos automotores,” completou o delegado.

Reportagem: Arquivo W3