A greve dos bancários atinge todo o estado de Santa Catarina e em Araranguá e região não é diferente. Das 22 agências, entre bancos públicos e privados da Amesc, 14 delas aderiram à greve, que teve início na última terça-feira, dia 6. Com isso, temos o número de 63% de adesão no Vale do Araranguá.

Conforme o diretor do Sindicato dos Empregados dos Estabelecimentos Bancários de Araranguá – SEEB, Paulo Afonso Floriano, a paralisação é nacional e não tem uma data para acabar. A principal reivindicação da categoria é por um aumento de 16% nos rendimentos, sendo 6,12% desses de ganho real. Em contrapartida, os bancos oferecem 5,5% mais abono único de R$ 2,5 mil.

Os bancários também afirmam que sabem da crise que assola o país, mas que os bancos tiveram um lucro de R$ 36,6 bilhões no primeiro semestre de 2015, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o equivalente a um aumento de 27,4% se comparado a esse mesmo período no ano anterior.